sicnot

Perfil

Economia

Governo quer atribuir este ano 450 M€ de incentivos às empresas

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, revelou hoje que o Governo conta atribuir até ao final do ano 450 milhões de euros de incentivos às empresas e defendeu a criação de "consórcios de investimento".

Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

TIAGO PETINGA/ LUSA

Em entrevista ao Jornal de Negócios, o ministro afirmou que, no âmbito do programa Portugal 2020, o Governo quer chegar ao final de 2016 com o pagamento às empresas de um total de 450 milhões de euros, "bastante acima do valor comparável do QREN [Quadro de Referência de Estratégia Nacional]".

Quanto ao Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE), conhecido como Plano Juncker, Pedro Marques afirmou que o Governo quer "trabalhar com as confederações para criar consórcios de investimento".

É que aquele fundo só aceita candidaturas de projetos privados e superiores a 25 milhões de euros; daí a proposta de criação de consórcios, com "projetos de investimento na mesma tipologia, que possam ser apresentados com uma roupagem única, como um bloco único".

"As características do Plano Juncker não estão feitas para o investimento de países pequenos, periféricos e ainda em esforço de convergência", disse o ministro na entrevista.

Lusa

  • "Podemos estar a sair da União Europeia, mas não vamos sair da Europa"
    0:40
  • Viver em Évora
    5:11
  • Projeto piloto no Porto com o objetivo de detetar Ambliopia em crianças
    1:16

    País

    São resultados que dizem respeito apenas ao Grande Porto, mas que podem dar uma ajuda para traçar o panorama nacional: 13% das crianças que participaram num rastreio à saúde visual tiveram de ser encaminhadas para consultadas da especialidade. O projeto piloto foi implementado em quatro concelhos do norte do país, mas pode ser alargado.

  • Presidente catalão garante ter plano de contingência
    2:14