sicnot

Perfil

Economia

Antigo banqueiro espanhol Mario Conde detido por branqueamento de capitais

O antigo banqueiro espanhol Mario Conde foi detido hoje de manhã em Madrid acusado de um delito de branqueamento de capitais relacionado com dinheiros que teria retirado do seu antigo banco, o Banesto, nas décadas de 1980 e 1990.

reuters

Conde foi detido, juntamente com outras cinco pessoas, pela Unidade de Delitos Económicos da Guardia Civil e está a ser investigado por alegados delitos contra a Administração Pública, branqueamento de capitais, insolvência punível e organização criminal.

Além de Mario Conde, foram também detidos o seu filho Mario Conde Arroyo, bem como Fernando Guash Vega-Penichet, Francisco Javier de la Vega Jiménez, Francisco de Asis Cuesta Moreno e María Cristina Fernández Álvarez.

A "Operação Fénix", nome de código da ação policial de hoje, está em curso desde as primeiras horas da manhã e inclui cinco buscas nas casas do ex-banqueiro e nas suas empresas.

De acordo com fontes policiais citadas pela agência EFE, em causa estaria o "repatriamento" de dinheiro que estava na Suíça e no Reino Unido e que teria sido subtraído por Conde do Banesto nos anos em que dirigiu o banco. Os detidos, asseguram as mesmas fontes, estavam desde há algum tempo a trazer "quantidades moderadas" da Suíça e do Reino Unido para Espanha.

Conde chegou à presidência do Banesto em 1987, decidido a salvar a entidade de uma dívida próxima dos 100 mil milhões de pesetas. Apenas dois anos depois, em 1989, os cerca de 300 mil acionistas do Banesto obtiveram dividendos, o que elevou a popularidade e o reconhecimento de Conde.

O banqueiro chegou inclusivamente a ser premiado pela sua boa gestão e a Universidade Complutense de Madrid atribuiu-lhe o título honorífico de Doutor 'honoris causa'.

Os problemas do Banesto chegaram em 1993, quando se tornou pública a má situação financeira da entidade. A 28 de dezembro desse ano, o Banco de Espanha tomou conta do Banesto e destituiu Conde como presidente.

Lusa

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura ao Governo

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC

  • A cadela que desistiu da CIA para ir "perseguir esquilos e coelhos"

    Mundo

    Nem todos os cães têm aptidão para combater o crime. Este é o caso de Lulu, uma cadela que estava a treinar para ser agente da CIA, mas que acabou por entrar na reforma ainda durante os treinos. Através do Twitter, a agência norte-americana anunciou na semana passada que Lulu já não iria treinar mais e que tinha sido adotada pelo agente que a treinava.

    SIC

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC