sicnot

Perfil

Economia

99 milhões de euros de prejuízo na TAP

99 milhões de euros de prejuízo na TAP

São os piores resultados da TAP nos últimos 8 anos. Pior, só no pico da crise, em 2009. A companhia aérea nacional teve prejuízos de 99 milhões de euros no ano passado. A transportadora justifica o mau resultado com os 91 milhões que tem retidos na Venezuela, em bilhetes que não foram pagos.

David Neeleman já tinha preparado caminho para o desastre. Por várias vezes, disse aos jornalistas que no ano passado, A TAP tinha tido os piores resultados dos últimos 15 anos.

Afinal, não foram os piores, mas foram bem negativos. Só o negócio aéreo, a TAP e a Portugália, tiveram prejuízo de 99 milhões de euros.

A companhia não apresentou os resultados aos jornalistas, ao contrário dos últimos anos, mas num comunicado a que a SIC teve acesso, refere que tem 91 milhões de euros retidos na Venezuela, que não sabe se o governo de Nicolás Maduro vai devolver. Dinheiro que teve de incluir nas contas do ano passado e que dispararam os prejuízos.

Mas esses milhões só explicam parte do problema. Sem a Venezuela, a TAP ainda tinha tido um prejuízo de 8 milhões.

As receitas chegaram aos 2.300 milhões de euros, mas foram inferiores a 2014.

A companhia gastou menos 138 milhões de euros com petróleo, araças à queda do preço do crude. Foi o que ajudou várias companhias europeias a voltarem aos lucros, mas para a TAP não foi suficiente.

A administração também justifica o mau desempenho com a greve de 10 dias, em maio, que terá retirado a confiança dos passageiros, e com a crise no Brasil e em Angola, sois dos principais mercados da TAP.

Pior, só em 2009, no pico da crise, quando a companhia teve prejuízos recorde de 209 milhões de euros.

Estes 99 milhões são o prejuízo apenas do negócio aéreo. A TAP não divulgou os resultados do grupo, que tem outras empresas como a manutenção no Brasil, que sempre teve com contas no vermelho. Em 2014, o grupo teve um prejuízo de 86 milhões de euros.

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.