sicnot

Perfil

Economia

Aeroporto de Beja quase ao abandono 5 anos após inauguração

Aeroporto de Beja quase ao abandono 5 anos após inauguração

O aeroporto de Beja faz 5 anos, custou 33 milões de euros e está quase ao abandono. Nenhuma companhia de voos regulares mostrou interesse em voar para lá. O número de passageiros recebidos até hoje é tão pequeno que as entidades oficiais nem dizem qual é.

  • Aeroporto de Beja não desperta interesse
    2:12

    Economia

    Nenhuma companhia aérea de voos regulares mostrou interesse em usar o aeroporto de Beja. A ANA atribui o desinteresse à suspensão de projetos turísticos para o Alentejo. Mas na região critica-se a falta de vontade política para desenvolver o interior.

  • Aeroporto de Beja deverá passar a ter voos semanais para Paris a partir de maio

    País

    O aeroporto de Beja deverá passar a ter voos semanais para Paris a partir do próximo mês de maio. A operação de voos "charter" tinha sido anunciada em setembro do ano passado e deveria arrancar por esta altura mas foi adiada para maio. Inaugurado há três anos, o aeroporto de Beja recebeu seis mil e 600 passageiros no total. O investimento foi de 33 milhões de euros.

  • Beja gastou 54 milhões em aeroporto e novos investimentos
    16:25

    Economia

    A SIC foi fazer contas aos custos que o distrito de Beja investiu nos últimos anos. Beja gastou, no total, 54 milhões de euros em três grandes projetos: o aeroporto de Beja, a Escola Superior de Gestão, do Instituto Politécnico, e o parque de feiras que recebe apenas uma feira de expressão nacional, a Ovibeja. A autarquia diz que são obras de interesse e estratégia nacional mas o politécnico de Beja admite que a obra é demasiado grande e a ANA e a região ainda tentam promover o aeroporto junto de potenciais clientes. A viagem da SIC terminou na estação de comboios cuja linha não está eletrificada e não tem ligação a Lisboa.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41