sicnot

Perfil

Economia

Atenas vai subir IVA de 23% para 24%, avança comunicação social grega

O Governo de Alexis Tsipras propôs aos credores internacionais subir a taxa geral do IVA de 23% para 24% para satisfazer assim uma das exigências do Fundo Monetário Internacional (FMI), segundo noticiam os media gregos.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

Segundo as mesmas fontes, a nova subida do IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) entrará em vigor a 01 de julho e espera-se que origine receitas adicionais de 400 a 500 milhões de euros por ano.

A subida do IVA afetará todos os alimentos que não sejam frescos, como massa, arroz, café, farinha, doces, bem como bebidas e sumos, mas também transportes públicos, a restauração e os livros.

Com esta medida, o Governo pretende compensar o 'buraco' equivalente a 1% do Produto Interno Bruto (PIB) nos Orçamentos do Estado de 2017 e 2018 resultante, segundo os credores, das decisões do ano passado de não subir o IVA de 13% para 23% na fatura da água e da luz e de limitar a subida do IVA das escolas privadas.

O resgate assinado no último verão inclui a hipótese de que se o Governo recusar uma medida de corte proposta pelos credores deve procurar 'alternativas'.

Já no verão de 2015, no processo da negociação do terceiro resgate, a Grécia e os credores internacionais - Comissão Europeia, Banco Central Europeu, Mecanismo Europeu de Estabilidade e FMI - concordaram subir a taxa geral do IVA de 21% para 23%.

Além desta medida, muitos dos produtos que até então estavam sujeitos à taxa reduzida de IVA de 13%, como todos os alimentos processados, passaram diretamente para uma taxa de 23%.

No processo de negociação para fechar a primeira avaliação deste terceiro resgate grego, os credores, mas sobretudo o FMI, mostraram reticências em relação a algumas das fórmulas de poupança propostas pelo Governo e exigem medidas com efeitos imediatos, como são as da subida de impostos indiretos.

Na União Europeia e na zona euro, só a Finlândia, com uma taxa geral de IVA, de 24%, igualaria a Grécia.

O presidente da Câmara de Comércio de Atenas, Yannis Jadyitheodosiu, sublinhou hoje numas declarações no portal económico Naftemporiki que esta nova subida será um novo "golpe brutal" para as famílias e empresas gregas.

O responsável sublinhou que este novo aumento provocará uma redução do consumo, que muitas empresas serão incapazes de ultrapassar.

A este eventual novo aumento será adicionado também em julho, em plena temporada turística, a segunda subida do IVA nas ilhas, que até ao ano passado gozavam de um regime especial insular e nas quais se passará a plicar a mesma taxa que no resto do país.

Lusa

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • Obama diz que não fica em silêncio se os valores do país forem ameaçados
    2:26
  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Nevão provocou corte de energia no centro dos EUA
    1:37

    Mundo

    Uma tempestade de neve no centro dos Estados Unidos da América provocou cortes no abastecimento de eletricidade, atrasos em voos e dificuldades na circulação rodoviária. Em Espanha, a descida das temperaturas levou à emissão de avisos em 30 províncias de norte a sul do país e deixou 27.700 alunos sem aulas em Valência.

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..