sicnot

Perfil

Economia

Cinco maiores economias da Europa pedem lista negra internacional de paraísos fiscais

As cinco maiores economias da Europa pediram esta quinta-feira ao G20 para que seja criada uma lista negra internacional de paraísos fiscais.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

© Sukree Sukplang / Reuters

Alemanha, Reino Unido, Espanha, Itália e França defenderam também que sejam aplicadas sanções aos países que não cumpram as regras e se recusem a partilhar informações sobre companhias fantasmas com origem em paraísos fiscais.

O objectivo é acabar com o sigilo das empresas de fachada responsáveis todos os anos por centenas de milhões de euros de evasão fiscal e branqueamento de capitais.

A proposta vai ser discutida esta sexta-feira em Washington, nos Estados Unidos, numa reunião de ministros das finanças do G20, poucos dias depois do escândalo Panama Papers que levou à abertura de várias investigações e também à demissão do primeiro-ministro da Islândia.

  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.