sicnot

Perfil

Economia

Mais de 8 em cada 10 litros de combustível vendido é simples

Mais de oito em cada dez litros de combustível vendido nos postos nacionais é simples, gasóleo e gasolina sem aditivos, um ano após a entrada em vigor da lei aprovada por unanimidade no Parlamento.

(SIC/Arquivo)

(SIC/Arquivo)

Um ano após a introdução de combustíveis simples, conhecidos como 'low cost' (baixo custo), em todos os postos de abastecimento, os portugueses alteraram os hábitos de consumo, escolhendo gasóleo e gasolina sem aditivos, em média, 2,6 cêntimos por litro mais baratos.

A Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis (ENMC) estima que os combustíveis simples representaram 82% das vendas totais de gasóleo e de gasolina em 2015, enquanto no ano anterior representaram apenas 26% do volume total de vendas.

As petrolíferas contestaram a legislação, argumentando que restringia a liberdade das companhias, num mercado transparente e concorrencial, o que as levou a procurar razão na Justiça, que acabou por dar luz verde à lei aprovada por unanimidade no parlamento no final de 2014.

A ENMC, organismo que tem a missão de supervisionar e fiscalizar todo o mercado de combustíveis em Portugal, tem promovido campanhas sobre a qualidade dos combustíveis simples.

O primeiro governo de Passos Coelho apresentou como primeiro objetivo do diploma alcançar uma poupança para os consumidores, que, nos níveis de consumo atuais e segundo as contas do executivo, se traduziria em 200 milhões de euros por ano.

A Lusa contactou a ENMC para perceber a evolução dos números, desde a última apresentação pública em novembro, que remeteu esclarecimentos para mais tarde.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41