sicnot

Perfil

Economia

Caixabank avança com OPA ao BPI

Nas próximas horas, o CaixaBank vai lançar uma oferta pública de aquisição sobre a totalidade do capital do BPI. A informação é avançada por vários jornais. A OPA surge na sequência da ruptura do acordo com a Santoro de Isabel dos Santos, que possui 21% do banco português. Sabe-se também que o Governo enviou para o Presidente da República uma alteração à lei da desblindagem.

O processo legislativo foi antecedido de um estudo do Banco de Portugal, enviado ao Governo a 17 de Fevereiro e no qual se informa que vigoram limitação de direitos de voto em oito instituições financeiras.

Sobre o anteprojeto de diploma, foram solicitados, a 29 de fevereiro, pareceres ao Bando de Portugal, à CMVM e à Associação Portuguesa de Bancos. Esta associação fez saber que não se pronunciaria enquanto conjunto mas os associados que o pretendessem podiam fazê-lo. E nesse sentido, foram recebidos comentários do BPI e do BCP.

Para evitar que o diploma condicionasse as negociações em curso, o Governo aguardou pela sua conclusão.

A conclusão das negociações foi anunciada a 10 de junho, quatro dias depois o Governo aprovou o diploma e enviou-o ao Presidente da República para promulgação. Se for promulgado só entra em vigor a 1 de Julho, data a que acresce a norma transitória de seis meses para atuais estatutos.

  • Governo enviou para Belém diploma que acaba com limitação dos direitos de voto
    2:06

    Economia

    Não há acordo entre o BPI e Isabel dos Santos. O banco acusa a empresária angolana de desrespeitar o que tinha sido acordado. O primeiro-ministro, António Costa, lamenta mas acredita que o BPI vai encontrar uma solução para responder às exigências do BCE. A SIC sabe que o Governo se prepara para resolver o assunto de outra forma, já terá seguido para Belém um diploma que acaba com a limitação dos direitos de voto e abre caminho a uma OPA do Caixabank.

  • Porque falhou o acordo no BPI
    1:53

    José Gomes Ferreira

    Isabel dos Santos fez cair o acordo que já tinha com o Caixabank no BPI porque o Banco de Portugal e o Banco Central Europeu não deram ainda luz verde aos nomes escolhidos para a administração de outro banco, o banco BIC. A espera não agradou à filha de José Eduardo dos Santos, que atira assim ao chão um acordo que já estava fechado.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".