sicnot

Perfil

Economia

Francisco Louçã considera infeliz e estranho o desfecho do negócio do BPI

Francisco Louçã considera infeliz e estranho o desfecho do negócio do BPI

Francisco Louça considera imprevisto, infeliz e mesmo estranho a queda do pré-acordo que existia entre a Santoro e o Caixabank sobre o BPI.

  • Porque falhou o acordo no BPI
    1:53

    José Gomes Ferreira

    Isabel dos Santos fez cair o acordo que já tinha com o Caixabank no BPI porque o Banco de Portugal e o Banco Central Europeu não deram ainda luz verde aos nomes escolhidos para a administração de outro banco, o banco BIC. A espera não agradou à filha de José Eduardo dos Santos, que atira assim ao chão um acordo que já estava fechado.

  • António Costa lamenta queda de acordo no BPI
    1:16

    Economia

    O primeiro-ministro lamentou hoje que a Santoro e o Caixabank não tenham chegado a acordo sobre o BPI. Ainda assim, António Costa está confiante e lembra que as exigências do Banco Central Europeu são para cumprir.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.