sicnot

Perfil

Economia

Bolsa de Lisboa em baixa com BCP a liderar perdas

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, que desde 21 de março inclui 18 empresas, estava hoje em baixa, com o BCP a liderar as perdas, a descer 7,22% para 0,0347 euros, e o BPI ainda suspenso.

Cerca das 09:40 em Lisboa, o PSI20 estava a cair 1,59% para 4.939,00 pontos - com 15 'papéis' a desvalorizarem-se, dois a subirem e os do BPI inalterados por estarem suspensos da negociação -, depois de ter descido a 11 de fevereiro para 4.460,63 pontos, um mínimo desde julho de 2012.

Além dos 'papéis do BCP, afetados pela esperada eliminação de direitos de voto, os da REN e da Semapa eram outros dos que mais caíam, designadamente 3,33% para 2,726 euros e 1,93% para 11,19 euros.

No outro extremo, as ações da Sonae Capital subiam 1,61% para 0,691 euros.

Depois de se terem cotado pela última vez a 8 de abril a 1,191 euros, as ações do BPI mantinham-se hoje com a negociação suspensa, pela sexta sessão consecutiva, após ter sido anunciado no domingo a rutura das conversações entre os dois maiores acionistas da instituição, os espanhóis do Caixabank e a angolana Isabel dos Santos (que detém 18,6% do capital).

Hoje, o Caixabank informou o regulador espanhol que lançou uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) voluntária de ações sobre o BPI e que esta se realizará quando o regulador do mercado português, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o autorizar.

O Caixabank adianta que a OPA está condicionada à eliminação do limite de direitos de votos no BPI e à aquisição de mais de 50% do capital.

Os catalães - que propõem um preço em 'cash' de 1,113 euros por ação - adiantam que mantiveram conversações com o BCE para o manter informado e solicitar a suspensão de qualquer procedimento administrativo contra o banco BPI.

A CMVM suspendeu a negociação dos 'papéis' do BPI antes do início da sessão de 11 de abril, afirmando que a decisão se manteria "até à divulgação de informação relevante".

A 10 de abril foi anunciado que tinha sido alcançado um acordo entre os espanhóis do Caixabank e a Santoro Finance, da angolana Isabel dos Santos, para resolver a "situação de incumprimento pelo banco BPI do limite de grandes riscos".

Na Europa, as principais bolsas estavam hoje de manhã em baixa, depois de ter terminado sem acordo a reunião dos países produtores de petróleo e a OPEP, durante a qual estava previsto a decisão de um congelamento da produção.

Os investidores vão estar pendentes do preço do petróleo, que abriu a cair 3,5% para 41,45 dólares por barril.

Em relação às bolsas asiáticas, a de Tóquio fechou hoje a cair 3,40%, devido ao medo dos investidores do impacto económico dos sismos que afetaram o arquipélago.

Em Nova Iorque, Wall Street terminou em baixa na sexta-feira, com o Dow Jones a descer 0,16% para 17.897,46 pontos, depois de ter subido a 19 de maio passado até aos 18.312,39 pontos, o atual máximo de sempre desde que foi criado.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1286 dólares, contra 1,1302 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent, para entrega em junho, abriu hoje em baixa, a cotar-se a 41,45 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 3,8% do que no encerramento da sessão anterior.

Lusa

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57