sicnot

Perfil

Economia

Oferta por cada ação do BPI inferior à da OPA do ano passado

O valor de 1,113 euros oferecido hoje pelo Caixabank por cada uma das ações que não possui do BPI é inferior aos 1,329 euros oferecidos na Oferta Pública de Aquisição (OPA) com o mesmo formato anunciada em fevereiro do ano passado.

© Rafael Marchante / Reuters

Tal como na operação falhada de 2015, o Caixabank (maior acionista do BPI com 44,1% do capital) indicou que o valor oferecido (que é cerca de 16% inferior) representa o preço médio ponderado por volume nos últimos seis meses. Ou seja, o valor estimado do BPI baixou para 1,6 mil milhões de euros (quando era de cerca de 1,9 mil milhões).

Numa nota explicativa sobre a operação enviada hoje para o regulador do mercado espanhol, a CNMV, o Caixabank indica que a OPA Voluntária visa a totalidade das ações que não possui do BPI, ou seja 55,9% do capital (814,5 milhões de ações em circulação).

O banco espanhol relativiza o preço mais baixo oferecido por cada ação (-16%), adiantando que "o índice dos bancos da Eurozona (SX7E) baixou 26%" no mesmo período.

Além das autorizações regulatórias, a OPAV está condicionada - tal como a anterior de fevereiro de 2015 - à eliminação em Assembleia Geral de Acionistas das atuais limitações de voto do Caixabank no BPI (20% dos votos apesar de deter 44,1% do capital). Também implica alcançar uma participação superior a 50% do capital.

O banco catalão indica que manteve o Banco Central Europeu "plenamente informado da situação e ao corrente em todos os momentos".

Sobre a operação que agora propõe, o Caixabank considera que, ao eliminar a limitação de voto, "alinha os seus interesses económicos e políticos no BPI".

"É um passo lógico na expansão internacional do Caixabank dado o seu conhecimento do BPI e do mercado bancário português, onde o Caixabank está ativo desde 1995", indicam os catalães.

O banco catalão acrescenta que uma OPA com êxito poder levar o Caixabank a ajudar o BPI na "recuperação da rentabilidade do seu negócio bancário mediante sinergias de custes", bem como a aplicação do seu modelo de negócio "para gerar sinergias de receitas".

No terceiro ano após a OPA, estima o Caixabank o potencial de sinergias de custos ascenderá a 85 milhões de euros e as sinergias de receitas de 35 milhões de euros/ano.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.