sicnot

Perfil

Economia

CMVM autoriza que ações do BPI voltem a ser negociadas

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deu hoje ordem para que as ações do BPI voltem a ser negociadas na Bolsa de Lisboa. O banco enviou um comunicado com informação relevante e, por isso, o regulador diz que já não há motivos para que se mantenha a proibição.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

O BPI revela que não está a pagar nenhuma multa diária por não ter sido possível cumprir o prazo dado pelo Banco Central Europeu para se livrar da exposição a Angola.

Reconhece que está em incumprimento perante o supervisor europeu, mas já tinha pedido ao BCE para não aplicar a multa, mesmo antes da OPA do CaixaBank.

O pedido ao BCE também já foi reforçado pelo CaixaBank. Os espanhóis pedem que lhes seja dado mais tempo para resolverem a situação de Angola.

O Banco Central Europeu terá agora de pronunciar-se.

Última atualização às 15:04

  • Presidente da República promulga desblindagem dos estatutos na banca
    2:35

    Economia

    O Presidente da República já promulgou o decreto-lei que vai permitir a desblindagem dos estatutos na banca mas António Costa garante que a nova legislação não foi feita para o caso BPI e até estava a ser preparada há várias semanas. Os acionistas passam a votar de acordo com a percentagem de ações. Esta norma, aprovada pelo Governo, deve entrar em vigor a 1 de julho.

  • Caixabank quer totalidade do BPI se houver desblindagem dos estatutos
    2:26

    Economia

    Os espanhóis do Caixabank querem comprar o BPI para forçar a saída do capital angolano, como exigem as autoridades europeias. A Comissão de Mercado de Valores Mobiliários já autorizou a operação. O CaixaBank lançou uma Oferta Pública de Aquisição, depois de Isabel dos Santos ter recuado e decidido manter-se no BPI. Os espanhóis querem a totalidade do banco mas apenas se houver a chamada desblindagem dos estatutos, ou seja passarem a ter carta branca para tomar todas as decisões, incluindo a de eliminar a presença angolana.

  • CMVM autoriza que ações do BPI voltem a ser negociadas

    Economia

    A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deu hoje ordem para que as ações do BPI voltem a ser negociadas na Bolsa de Lisboa. O banco enviou um comunicado com informação relevante e, por isso, o regulador diz que já não há motivos para que se mantenha a proibição.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.