sicnot

Perfil

Economia

CMVM autoriza que ações do BPI voltem a ser negociadas

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deu hoje ordem para que as ações do BPI voltem a ser negociadas na Bolsa de Lisboa. O banco enviou um comunicado com informação relevante e, por isso, o regulador diz que já não há motivos para que se mantenha a proibição.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

O BPI revela que não está a pagar nenhuma multa diária por não ter sido possível cumprir o prazo dado pelo Banco Central Europeu para se livrar da exposição a Angola.

Reconhece que está em incumprimento perante o supervisor europeu, mas já tinha pedido ao BCE para não aplicar a multa, mesmo antes da OPA do CaixaBank.

O pedido ao BCE também já foi reforçado pelo CaixaBank. Os espanhóis pedem que lhes seja dado mais tempo para resolverem a situação de Angola.

O Banco Central Europeu terá agora de pronunciar-se.

Última atualização às 15:04

  • Presidente da República promulga desblindagem dos estatutos na banca
    2:35

    Economia

    O Presidente da República já promulgou o decreto-lei que vai permitir a desblindagem dos estatutos na banca mas António Costa garante que a nova legislação não foi feita para o caso BPI e até estava a ser preparada há várias semanas. Os acionistas passam a votar de acordo com a percentagem de ações. Esta norma, aprovada pelo Governo, deve entrar em vigor a 1 de julho.

  • Caixabank quer totalidade do BPI se houver desblindagem dos estatutos
    2:26

    Economia

    Os espanhóis do Caixabank querem comprar o BPI para forçar a saída do capital angolano, como exigem as autoridades europeias. A Comissão de Mercado de Valores Mobiliários já autorizou a operação. O CaixaBank lançou uma Oferta Pública de Aquisição, depois de Isabel dos Santos ter recuado e decidido manter-se no BPI. Os espanhóis querem a totalidade do banco mas apenas se houver a chamada desblindagem dos estatutos, ou seja passarem a ter carta branca para tomar todas as decisões, incluindo a de eliminar a presença angolana.

  • CMVM autoriza que ações do BPI voltem a ser negociadas

    Economia

    A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deu hoje ordem para que as ações do BPI voltem a ser negociadas na Bolsa de Lisboa. O banco enviou um comunicado com informação relevante e, por isso, o regulador diz que já não há motivos para que se mantenha a proibição.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.