sicnot

Perfil

Economia

CMVM autoriza que ações do BPI voltem a ser negociadas

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deu hoje ordem para que as ações do BPI voltem a ser negociadas na Bolsa de Lisboa. O banco enviou um comunicado com informação relevante e, por isso, o regulador diz que já não há motivos para que se mantenha a proibição.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

O BPI revela que não está a pagar nenhuma multa diária por não ter sido possível cumprir o prazo dado pelo Banco Central Europeu para se livrar da exposição a Angola.

Reconhece que está em incumprimento perante o supervisor europeu, mas já tinha pedido ao BCE para não aplicar a multa, mesmo antes da OPA do CaixaBank.

O pedido ao BCE também já foi reforçado pelo CaixaBank. Os espanhóis pedem que lhes seja dado mais tempo para resolverem a situação de Angola.

O Banco Central Europeu terá agora de pronunciar-se.

Última atualização às 15:04

  • Presidente da República promulga desblindagem dos estatutos na banca
    2:35

    Economia

    O Presidente da República já promulgou o decreto-lei que vai permitir a desblindagem dos estatutos na banca mas António Costa garante que a nova legislação não foi feita para o caso BPI e até estava a ser preparada há várias semanas. Os acionistas passam a votar de acordo com a percentagem de ações. Esta norma, aprovada pelo Governo, deve entrar em vigor a 1 de julho.

  • Caixabank quer totalidade do BPI se houver desblindagem dos estatutos
    2:26

    Economia

    Os espanhóis do Caixabank querem comprar o BPI para forçar a saída do capital angolano, como exigem as autoridades europeias. A Comissão de Mercado de Valores Mobiliários já autorizou a operação. O CaixaBank lançou uma Oferta Pública de Aquisição, depois de Isabel dos Santos ter recuado e decidido manter-se no BPI. Os espanhóis querem a totalidade do banco mas apenas se houver a chamada desblindagem dos estatutos, ou seja passarem a ter carta branca para tomar todas as decisões, incluindo a de eliminar a presença angolana.

  • CMVM autoriza que ações do BPI voltem a ser negociadas

    Economia

    A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deu hoje ordem para que as ações do BPI voltem a ser negociadas na Bolsa de Lisboa. O banco enviou um comunicado com informação relevante e, por isso, o regulador diz que já não há motivos para que se mantenha a proibição.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • "Reforma da Proteção Civil esgotou prazo de validade"
    2:34

    Tragédia em Pedrógão Grande

    António Costa reconheceu esta quinta-feira que a reforma da Proteção Civil que liderou em 2006 está esgotada, e não pode dar resultados sem uma reforma da floresta. Na mesma altura, o ministro da Agricultura admitiu que os problemas já estavam identificados há uma década, sem explicar por que razão não foram atacados pelo Governo socialista da altura.

  • "De um primeiro-ministro esperam-se respostas, não perguntas"
    0:35

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assunção Cristas acusa o ministro da Agricultura de ter deitado ao lixo a legislação do anterior Governo que poderia ser útil no combate aos incêndios. O CDS exige uma responsabilização política pela tragédia de Pedrógão Grande, diz que há muito por esclarecer e por esse motivo entregou esta quinta-feira ao primeiro-ministro um conjunto de 25 perguntas.

  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

    Última Hora

  • Revestimento da Torre de Grenfell era tóxico e inflamável
    1:52
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.