sicnot

Perfil

Economia

Costa diz que Programa Nacional de Reformas vai causar "grande surpresa"

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou hoje que a aprovação final do Programa Nacional de Reformas, na quinta-feira, vai gerar uma "grande surpresa", alegando que terá medidas concretas, quantificação de custos e calendário definido.

António Costa teve de cancelar toda a agenda prevista para o final da semana por motivo de doença.

António Costa teve de cancelar toda a agenda prevista para o final da semana por motivo de doença.

© Francois Lenoir / Reuters

António Costa falava no início da festa convívio do 43.º aniversário do PS, na sede dos socialistas, em Lisboa, perante fundadores deste partido.

O líder socialista e primeiro-ministro afirmou que na quinta-feira, com a aprovação do Programa Nacional, de Reformas, em Conselho de Ministros, haverá "uma grande surpresa".

"Muitos desvalorizaram, porque não tinha medidas concretas. Pois vão ter todos uma grande surpresa, porque o Programa Nacional de Reformas tem não só medidas, como possui um calendário da sua execução, com quantificação de custos e tem as metas de desenvolvimento que pretendemos alcançar", declarou António Costa.

A festa convívio de aniversário do PS contou com as presenças do presidente deste partido, Carlos César, da secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, e de um dos antigos líderes, o atual presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

Dos fundadores do PS de Bad Munstereifel, na República Federal Alemã, em 1973, marcaram presença no aniversário o antigo secretário de Estado Alberto Arons de Carvalho, Bernardino Gomes e Dieter Delinguer.

Na única intervenção política, o secretário-geral do PS defendeu o caráter "histórico reformista" do seu partido - ponto em que aludiu ao Programa Nacional de Reformas, mas não ao Programa de Estabilidade, que também será aprovado na quinta-feira em Conselho de Ministros.

Sobre o Programa de Estabilidade, que, tal como o Programa Nacional de Reformas, será entregue em Bruxelas até ao final do mês e que tem debate parlamentar marcado para o próximo dia 27, a ideia entre os principais dirigentes socialistas é desdramatizar.

Alegam que as metas de crescimento económico que constarão no documento não vão diferir de forma significativa das estimativas apresentadas pelas principais instituições internacionais, entre 1,4 e 1,5 por cento, embora sejam um pouco mais otimistas.

Ainda em relação às perspetivas de evolução macroeconómicas do país, entre dirigentes do PS que são simultaneamente membros do Governo não se coloca qualquer cenário de derrapagem das contas públicas, contrapondo-se que, segundos dados de execução orçamental provisórios (até março) a descida do IRS poderá inferior à prevista, o que poderá compensar uma subida mais baixa do que a inicialmente se previa do IVA.

A sessão do 43.º aniversário do PS abriu com música de Carlos Alberto Moniz e com leitura de poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen (que foi deputada constituinte pelo PS) por Lilá Soares, neta mais nova de Mário Soares, que esteve na sede dos socialistas com o seu pai, o ex-ministro da Cultura João Soares.

A seguir à sessão, houve um pequeno lanche nos jardins da sede nacional do PS, com música de um 'DJ Set'.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.