sicnot

Perfil

Economia

Funcionários públicos espanhóis vão receber 50% do subsídio de Natal

O Governo de Espanha vai devolver aos funcionários públicos 50% do subsídio de Natal, cujo pagamento estava suspenso desde 2012, o mais tardar em maio, segundo avança o jornal El País na sua edição online.

© Juan Medina / Reuters

A reposição de 50% do subsídio de Natal já estava prevista no Orçamento do Estado espanhol para 2016 mas ainda não se sabia quando entraria em vigor e, segundo fontes do El País, deverá entrar em vigor nas próximas semanas (ainda com o ordenado do mês de abril) ou, o mais tardar, com o ordenado de maio.

Fontes do Ministério das Finanças espanhol disseram ao El País que ainda não está definido como será feito o pagamento e não quantificaram o custo da medida para os cofres públicos. Segundo a central sindical espanhola CSIF (Central Sindical Independente e de Funcionários), esta devolução pode custar 547 milhões de euros.

A notícia foi avançada pela central sindical CSIF (que foi informada da medida pelas Finanças) no dia em que o ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos, anunciou que o país crescerá menos e que o défice em 2016 será maior do que o esperado, descreve o El País.

Em 2012, o Governo de Mariano Rajoy (Partido Popular - PP - espanhol) anunciou um pacote de austeridade que incluía a suspensão do pagamento do subsídio de Natal e a redução dos dias de férias para os funcionários públicos, bem como um aumento geral do IVA para 21%, justificando estas medidas com a necessidade de reforma da função pública e de adaptação a uma situação económica e financeira difícil.

Quando o corte foi aprovado em 2012, o Governo comprometeu-se com a reposição do pagamento do subsídio de Natal a partir de 2015. Em janeiro desse ano, aprovou a devolução de 25% - que foi pago no verão - e, no passado mês de setembro, o ministro das Finanças espanhol, Cristóbal Montoro, avançou que se pagaria mais 26,2% desse subsídio.

Perante as críticas de que se tratava de uma medida eleitoralista (as eleições legislativas foram em dezembro e delas resultaram um Governo PSOE), o governante disse que apenas estava a cumprir uma promessa que tinha sido feita há três anos.

A devolução do subsídio de Natal chegará a 531.324 funcionários públicos.

  • Trabalhos no viaduto terminaram, mas trânsito continua condicionado em Alcântara
    1:23

    País

    Não há, para já, previsão para o restabelecimento da normalidade em Alcântara. Os trabalhos para colocar o viaduto de Alcântara na posição correta, depois do desvio registado num pilar, decorreram esta madrugada. O trânsito mantém-se por isso condicionado no sentido Cascais-Lisboa, como explicou o repórter da SIC, Paulo Varanda.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.