sicnot

Perfil

Economia

Portugal emite 1.100 M€ em dívida de curto prazo com juros negativos

Portugal foi hoje ao mercado e emitiu 1.100 milhões de euros em dívida de curto prazo com juros negativos. A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública colocou 300 milhões de euros de Bilhetes do Tesouro a 3 meses e 800 milhões de euros a 11 meses

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Segundo a Bloomberg, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) arrecadou 800 milhões de euros na linha de Bilhetes do Tesouro (BT) com maturidade a 11 meses, com uma taxa de juro média de 0,037%, e 300 milhões de euros em BT a três meses, com uma taxa negativa de 0,004%.

Nos últimos leilões de BT comparáveis, que decorreram em fevereiro, o IGCP conseguiu arrecadar 700 milhões de euros em BT a 11 meses a uma taxa de juro média de 0,100% e 300 milhões de euros em BT a três meses com uma taxa de juro média de 0,008%.

Para esta operação, que tinha um montante indicativo de 1.000 milhões de euros, a procura excedeu a oferta 2,57 vezes no caso dos BT a três meses, que vencem a 22 de julho, e 1,41 vezes nos BT a 11 meses, com maturidade a 17 de março de 2017.

O diretor do departamento da Gestão de Ativos do Banco Carregosa, Filipe Silva, admite que as taxas baixas "se mantenham por mais algum tempo" face aos planos de estímulo do Banco Central Europeu (BCE), em particular a compra de dívida soberana, que "continua a beneficiar largamente o preço a que Portugal se endivida".

Com Lusa

  • Passos começou a fazer oposição

    Bernardo Ferrão

    É inegável a habilidade política de António Costa mas no caso da TSU e do acordo de Concertação Social só cai quem quer. A verdade dos factos é que o primeiro-ministro fechou um acordo sabendo que não o podia cumprir. E agora tenta desviar-nos o olhar para o PSD, como se fosse ele o culpado, quando o problema está na geringonça. Antes de atacar Passos, Costa devia resolver os problemas em casa com o PCP e BE.

    Bernardo Ferrão

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.