sicnot

Perfil

Economia

Governo prevê investir cerca de 485 milhões de euros nos transportes urbanos até 2020

O Governo prevê investir, até 2020, cerca de 485 milhões de euros na expansão da rede de metro em Lisboa e no Porto, na substituição de autocarros, na renovação de veículos elétricos e no sistema de bicicletas partilhadas.

Segundo o Programa Nacional de Reformas (PNR) hoje aprovado em Conselho de Ministros, o executivo pretende expandir as redes do Metro do Porto e do Metro de Lisboa em nove quilómetros até 2020.

De acordo com o documento, a programação desta expansão vai decorrer ainda este ano. Em 2017 a obra será projetada e em 2018 arrancam os trabalhos.

Para esta obra, estão destinados 275 milhões de euros provenientes de fontes como o Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa ou o Banco Europeu de Investimento.

No PNR, está ainda prevista a organização do setor de transportes públicos coletivos rodoviários, que inclui a revisão do modelo de governação do setor entre a administração central e local e a substituição de 500 veículos até 2018.

O objetivo é "assegurar uma eficiente articulação entre o poder central e local e com os vários intervenientes", lê-se no documento, que acrescenta que o Estado vai investir neste setor 99 milhões de euros, dos quais 60 milhões através do programa comunitário Portugal 2020.

O Governo tenciona investir também 16,6 milhões de euros (dos quais cinco milhões do Portugal 2020 e 10 milhões provém do Plano Juncker) na descarbonização da frota de táxis, para aumentar o desempenho ambiental e promover a inovação dos serviços.

No âmbito desta intervenção, serão renovados 1.000 táxis.

Na mobilidade elétrica, o PNR prevê a instalação de 2.394 postos de carregamento de veículos elétricos para incentivar a mobilidade elétrica, num investimento total do Estado português de 69,3 milhões de euros, dos quais 22,5 milhões provêm do Portugal 2020.

Quanto à mobilidade suave, o Governo quer criar e aplicar um plano estratégico e disponibilizar 6.000 bicicletas em sistemas partilhados até 2020.

O investimento previsto na mobilidade suave é de 24,85 milhões de euros, dos quais 20,3 milhões do Portugal 2020.

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.

  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.