sicnot

Perfil

Economia

Venezuela vai racionar eletricidade em dez estados

A Venezuela vai racionar a eletricidade em dez dos seus estados mais populosos e industrializados, incluindo em Caracas, anunciou na quarta-feira o Governo.

© Marco Bello / Reuters

Esta é a mais recente medida para atenuar a crise de eletricidade, pela qual o Presidente Nicolas Maduro e o seu Governo responsabilizam o fenómeno meteorológico "El Niño", mas que os críticos dizem ser resultado de má gestão económica.

Luis Motta Dominguez, ministro da Energia Elétrica, anunciou a medida durante uma emissão televisiva e remeteu pormenores para mais tarde.

A economia da Venezuela está em queda, bem como os preços do petróleo, do qual o país depende.

A falta de medicamentos e bens básicos, como papel higiénico ou óleo alimentar, é generalizada.

Na semana passada, o Governo anunciou uma mudança do fuso horário, adiantando 30 minutos, para poupar energia.

Outras medidas incluem dar aos funcionários públicos um dia de folga extra nos próximos dois meses.

Maduro sugeriu ainda que as mulheres venezuelanas deviam deixar de usar secadores de cabelo.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.