sicnot

Perfil

Economia

Ministros da agricultura do G7 discutem segurança alimentar

Os ministros da Agricultura dos países dos países do G7 começaram hoje uma reunião de dois dias em Niigata, no noroeste do Japão, para discutir estratégias de garantia da segurança alimentar face ao aumento da população mundial.

Um dos temas que se espera ver debatido entre os ministros do G7 é o aumento da resistência aos antibióticos, como consequência do uso excessivo destes medicamentos no gado.

Um dos temas que se espera ver debatido entre os ministros do G7 é o aumento da resistência aos antibióticos, como consequência do uso excessivo destes medicamentos no gado.

© Benoit Tessier / Reuters (Arquivo)

O encontro nesta localidade do Japão - país que este ano ocupa a presidência do G7 - conta com a participação dos ministros da Agricultura dos Estados Unidos, Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão, Reino Unido, os sete países considerados mais industrializados e desenvolvidos economicamente do mundo.

Esta reunião é a primeira do género desde 2009, quando os ministros do G8 - em março de 2014, a Rússia foi excluída do grupo que passou a ter novamente sete elementos (G7) - se reuniram na cidade italiana de Treviso para discutir o aumento dos preços dos produtos agrícolas.

Entre os temas previstos na agenda destacam-se eventuais medidas para combater doenças animais ou o envelhecimento da mão-de-obra agrícola, sublinharam fontes do Governo nipónico à agência de notícias local Kyodo, citada pela agência espanhola EFE.

Outro dos temas que se espera ver debatido entre os ministros do G7 é o aumento da resistência aos antibióticos, como consequência do uso excessivo destes medicamentos no gado.

Os efeitos das alterações climáticas na agricultura e as novas técnicas de aumento da produção do setor são outros dos temas em discussão no encontro.

As conclusões da reunião deverão ser tratadas na próxima reunião de líderes do G7, marcada para 26 e 27 de maio no parque natural de Ise-Shima, no centro do Japão.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.