sicnot

Perfil

Economia

Ministros da agricultura do G7 discutem segurança alimentar

Os ministros da Agricultura dos países dos países do G7 começaram hoje uma reunião de dois dias em Niigata, no noroeste do Japão, para discutir estratégias de garantia da segurança alimentar face ao aumento da população mundial.

Um dos temas que se espera ver debatido entre os ministros do G7 é o aumento da resistência aos antibióticos, como consequência do uso excessivo destes medicamentos no gado.

Um dos temas que se espera ver debatido entre os ministros do G7 é o aumento da resistência aos antibióticos, como consequência do uso excessivo destes medicamentos no gado.

© Benoit Tessier / Reuters (Arquivo)

O encontro nesta localidade do Japão - país que este ano ocupa a presidência do G7 - conta com a participação dos ministros da Agricultura dos Estados Unidos, Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão, Reino Unido, os sete países considerados mais industrializados e desenvolvidos economicamente do mundo.

Esta reunião é a primeira do género desde 2009, quando os ministros do G8 - em março de 2014, a Rússia foi excluída do grupo que passou a ter novamente sete elementos (G7) - se reuniram na cidade italiana de Treviso para discutir o aumento dos preços dos produtos agrícolas.

Entre os temas previstos na agenda destacam-se eventuais medidas para combater doenças animais ou o envelhecimento da mão-de-obra agrícola, sublinharam fontes do Governo nipónico à agência de notícias local Kyodo, citada pela agência espanhola EFE.

Outro dos temas que se espera ver debatido entre os ministros do G7 é o aumento da resistência aos antibióticos, como consequência do uso excessivo destes medicamentos no gado.

Os efeitos das alterações climáticas na agricultura e as novas técnicas de aumento da produção do setor são outros dos temas em discussão no encontro.

As conclusões da reunião deverão ser tratadas na próxima reunião de líderes do G7, marcada para 26 e 27 de maio no parque natural de Ise-Shima, no centro do Japão.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.