sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas anuncia regresso de peritos a Atenas para terminar 1ª revisão

A Comissão Europeia informou hoje que os chefes de missão regressaram à Grécia durante o fim de semana com o objetivo de "concluir a primeira revisão o mais depressa possível".

(Arquivo)

(Arquivo)

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Na conferência de imprensa diária, em Bruxelas, Annika Breidthardt, porta-voz para os assuntos económicos, precisou que a viagem ocorreu depois das discussões do Eurogrupo, em Amesterdão.

Nessa reunião informal de ministros das Finanças da zona euro foi afirmada a possibilidade de um novo encontro, esta quinta-feira, caso fosse possível um acordo com a Grécia, no âmbito da primeira revisão do programa de ajustamento macroeconómico.

A porta-voz recordou que a decisão de uma nova reunião não pertence à Comissão e considerou "ser prematuro" comentar pormenores do plano de contingência pedido ao Governo de Alexis Tsipras.

Depois do compromisso assumido pelo Governo grego de "trabalhar nos próximos dias", o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem espera ser possível agendar um Eurogrupo extraordinário, segundo disse na sexta-feira.

Para o pacote de contingência, que "deve ser implemenado se necessário", o Eurogrupo espera medidas "credíveis" e "baseada em fatores objetivos".

O responsável notou terem sido "alcançados progressos substanciais na redução de assuntos em aberto" com a Grécia e que "está mais perto um acordo sobre questões chave" nomeadamente nas reformas de pensões, impostos sobre rendimentos e fundos privados.

"Outros assuntos estão mais longe e precisam de mais trabalho. Mas estamos muito perto", afirmou o ministro, colocando ainda a hipótese de se discutir a sustentabilidade da dívida helénica.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42