sicnot

Perfil

Economia

Estratégia da TAP para Porto visa novo aeroporto em Lisboa, critica Ass. Comercial do Porto

O presidente da Associação Comercial do Porto (ACP) afirmou hoje que a ponte aérea Porto-Lisboa, iniciada pela TAP há um mês, causou "enormes prejuízos" à região e visa construir "um novo aeroporto" e uma "nova ponte" na capital.

"O único mercado que a TAP vê no Porto é que pode gerar receita em Lisboa. Para a TAP, o aeroporto do Porto é irrelevante. É uma obrigação descartável. Temos aqui um rato escondido com o rabo de fora: todos percebem que está em causa um novo aeroporto e uma nova travessia em Lisboa", afirmou Nuno Botelho, em declarações à Lusa.

Um mês depois de a TAP iniciar a ponte aérea Porto-Lisboa e acabar com quatro rotas para destinos europeus a partir do Porto, o responsável da ACP alerta que o aeroporto Francisco Sá Carneiro perdeu "74 voos semanais" da companhia e lamenta que o primeiro-ministro não explique se a empresa é pública ou privada.

"Continuamos a não entender se a TAP afinal é pública ou privada e o primeiro-ministro não explica, não vem a público dizer o que se passa. Percebo que haja assuntos mais relevantes para o país, como decidir se deve haver um cartão de cidadão ou de cidadania", ironizou o presidente da ACP.

Botelho acrescenta que "a TAP anunciou a suspensão de quatro rotas europeias" mas o que se verificou foi "a supressão de 74 voos semanais para destinos na Europa, no Brasil e nos Estados Unidos".

"A supressão foi bem maior do que a anunciada inicialmente", frisou.

Simultaneamente, avisa o presidente da ACP, "foi feito um reforço de 59 ligações internacionais a partir do aeroporto de Lisboa".

"Tudo isto estaria muito bem se a TAP fosse, e não sei se é, uma empresa privada. Não compreendo por que é que o Estado português pôs dinheiro nessa empresa. Será que foi para calar os partidos com quem tem coligação no Governo? Será que foi para calar os sindicatos?", questionou o responsável.

De acordo com Nuno Botelho, na ponte aérea Porto-Lisboa, a TAP tem prestado "um mau serviço, pouco fiável e atrasado", para além de ser "lesivo para os interesses da região".

O responsável nota, ainda que "tirando a TAP e a SATA, todas as outras companhias estão a apostar no aeroporto do Porto, e não são só as low-cost".

Comparando as ligações que a TAP suprimiu a partir do Porto com as que foram criadas por outras companhias, Botelho refere que "a região ficou a perder".

"Acredito que o mercado se ajuste e reequilibre, mas o efeito imediato é negativo. É quase impossível substituir 74 voos internacionais", observou.

A 27 de março, a TAP duplicou as ligações aéreas entre Lisboa e o Porto, passando a ter 18 ligações diárias em cada sentido, com partidas de hora a hora.

Este reforço da operação entre Lisboa e o Porto, coincidiu com o fim quatro rotas com destinos europeus, consideradas deficitárias pela companhia: Barcelona, Bruxelas, Milão e Roma a partir do Porto (Gotemburgo, Hannover, Zagreb, Budapeste e Bucareste, a partir de Lisboa).

O fim das rotas a partir do Porto levou o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, a criticar a estratégia da TAP e a admitir "apelar ao boicote da região" à transportadora, acusando-a de ter em curso uma estratégia para "destruir o aeroporto Francisco Sá Carneiro", no Porto, e construir, em Lisboa, "um novo aeroporto e uma nova ponte".

Contactada pela Lusa, a Câmara do Porto não quis fazer qualquer comentário de balanço à operação da TAP.

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Ministro alemão elogia Centeno que está otimista com o futuro da Zona Euro
    1:13

    Economia

    Mário Centeno diz que a Zona Euro tem um futuro positivo pela frente e acredita que o grupo dos países do euro está alinhado num projeto comum. Declarações do novo presidente do Eurogrupo no final de um encontro com o ministro das Finanças alemão, em Berlim. Peter Altmaier deu Portugal como exemplo de sucesso e reconheceu que foi um erro dividir a Europa entre Norte e Sul durante os anos da crise.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC