sicnot

Perfil

Economia

Crédito malparado sobe nas famílias e desce nas empresas

O crédito malparado nos empréstimos concedidos às famílias aumentou 0,2 pontos percentuais em março, face ao mesmo período de 2015, e diminuiu em igual proporção nas empresas, de acordo com o Banco de Portugal (BdP).

© Dado Ruvic / Reuters

Segundo os dados hoje divulgados, a percentagem de devedores do setor das famílias com crédito vencido aumentou 0,2 pontos percentuais em relação a fevereiro, para 14,4%, com o rácio de crédito vencido a manter-se em 5,1%, valor que se observa desde dezembro de 2015.

O stock total do crédito a famílias, por sua vez, de acordo com os dados disponíveis, baixou 2,1% para 126.658 milhões de euros.

O rácio de crédito vencido das sociedades não financeiras foi de 16,4%, mais 0,1 pontos percentuais do que no mês anterior, enquanto a percentagem de devedores com crédito vencido diminuiu 0,2 pontos percentuais, fixando-se em 29,7%.

As empresas privadas exportadoras, por sua vez, registaram uma evolução semelhante em relação a fevereiro, com um rácio de crédito vencido de 5,9% e uma percentagem de devedores com crédito vencido de 9,2% no final de março.

Segundo os dados do BdP hoje divulgados, a taxa de variação anual dos empréstimos concedidos às famílias em março foi de -2,1%, semelhante à verificada nos meses anteriores, para o total dos empréstimos e de -2,8% para o crédito à habitação.

No segmento consumo e outros fins a taxa de variação anual manteve-se positiva, passando de 0,9% em fevereiro para 1,5% em março.

A taxa de variação anual dos empréstimos concedidos às sociedades não financeiras, por sua vez, situou-se em -2,8%, contra os -2,6% registados no mês anterior.

Os empréstimos às empresas privadas exportadoras apresentaram uma taxa de variação anual de -0,8%, o valor mais baixo desde setembro de 2013, refere o BdP.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19