sicnot

Perfil

Economia

Lucro do Santander em Portugal aumenta 121% após compra do Banif

O grupo Santander anunciou hoje lucros de 121 milhões de euros em Portugal no primeiro trimestre do ano, mais 121% face a 2015, e referiu o "impacto positivo em toda a conta da incorporação da atividade do Banif".

Mark Lennihan/ AP

Numa comunicação ao mercado espanhol, o banco destaca que "o lucro atribuído do primeiro trimestre é de 121 milhões de euros, mais do dobro do que obtido até março do ano passado (+121%)", e aponta "o impacto positivo ao longo de toda a conta da incorporação da atividade do Banif", que o Santander comprou no ano passado por cerca de 150 milhões de euros.

"O conjunto das margens de juros e das comissões cresceram 30%, enquanto os custos subiram 25%", realçou o Santander, acrescentando uma outra razão para a subida dos lucros.

"Adicionalmente, as receitas reforçaram-se com os resultados de operações financeiras originados na venda de carteiras", salientou.

As dotações para insolvências, apesar do maior perímetro, "aumentaram unicamente em 2%, com o custo do crédito a melhorar para os 0,28%".

Comparando com o quarto trimestre do ano passado, "em que os resultados obtidos em vendas de dívida pública foram muito elevados, o lucro aumenta em 1%".

A margem bruta do Santander em Portugal alcançou os 337 milhões de euros no primeiro trimestre (mais 41,5% do que ano passado), enquanto a margem líquida foi de 183 milhões (mais 59,6%). O lucro atribuído ao grupo foi de 121 milhões de euros (mais 121,4%).

Sobre a evolução do negócio em Portugal, com a compra do Banif, o Santander indica que o crédito aumentou 24%, para os 30 mil milhões de euros.

"A incorporação dos saldos do Banif representou uma mudança na sua estrutura, aumentando o peso do segmento de empresas para 35% (31% em março de 2015). Em termos comparáveis, sem o efeito desta incorporação, os saldos diminuiriam em 2% (o que é um melhor comportamento do que o mercado", assinala o banco.

Por outro lado, os recursos aumentaram 22%, para os 30,6 mil milhões de euros, "principalmente devido à incorporação dos depósitos do Banif".

"Em termos homogéneos, o total de recursos regista um aumento de 4%, compatível com uma gestão muito focada na redução do custo dos depósitos", acrescenta o Santander.

Portugal representa 6% dos lucros totais do banco no primeiro trimestre o ano, que foram de 1.630 milhões de euros.

Lusa

  • Ministra da Administração Interna tem condições para ficar?
    1:57
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • Os testemunhos emocionados de quem perdeu quase tudo nos fogos
    2:10
  • A primeira moção de censura ao fim de quase dois anos
    1:42

    País

    O CDS-PP avançou com uma moção de censura ao Governo, perante o que chama de falha do Governo na proteção das pessoas. O PSD apoia a iniciativa. António Costa fala num ato natural da democracia. Esta é a primeira moção de censura que o Governo socialista enfrenta ao fim de quase dois anos de mandato.

  • "Agora é tempo de decidir e executar"
    1:27

    País

    O primeiro-ministro reuniu-se esta terça-feira com os autarcas das zonas mais afetadas pelos incêndios e visitou os feridos, que continuam internados no Hospital de Coimbra. António Costa diz que o tempo das respostas começa agora.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.