sicnot

Perfil

Economia

CaixaBank diminuiu lucros em 27,2% no 1º trimestre

O banco espanhol Caixabank, maior acionista do BPI, anunciou hoje lucros de 273 milhões de euros no primeiro trimestre do ano, menos 27,2% do que no mesmo período do ano passado.

© Sergio Perez / Reuters

Em comunicado enviado ao regulador dos mercados espanhol, o banco lembra que os resultados no primeiro trimestre de 2015 incluíram os "impactos singulares associados à integração" do negócio do Barclays em Espanha.

No caso da margem financeira, o Caixabank registou uma quebra de 10,4%, para os 1,02 mil milhões de euros, num contexto marcado por juros historicamente baixos.

As comissões líquidas do banco caíram 9,4%, para 465 milhões de euros, enquanto os resultados das operações financeiras duplicaram, alcançando os 291 milhões.

Nos primeiros três meses do ano, o CaixaBank contou com contribuições inferiores das suas participadas (137 milhões de euros no período, ou menos 23,6% do que nos três primeiros meses de 2015).

Ao contrário da margem financeira, a margem bruta teve um comportamento mais estável, baixando 1,6%, para 1,92 mil milhões de euros.

Um dos melhores resultados do CaixaBank é a margem de exploração, que aumenta 35,4%, subindo dos 679 milhões de euros para 919 milhões de euros.

No contexto "de taxas de juro historicamente baixos", o CaixaBank destaca a sua "firme disciplina de custos".

Os gastos de exploração desceram 3,1%, "sem considerar os custos associados à integração do Barclays Bank", que foram de 239 milhões de euros no primeiro trimestre de 2015.

O Caixabank tem 44,10% do BPI e anunciou há semanas a intenção de lançar uma Oferta Pública de Aquisição de ações (OPA) voluntária sobre o banco português, oferecendo 1,113 euros por cada ação.

Lusa

  • Ministro diz que Isabel dos Santos e CaixaBank reataram diálogo
    3:04

    Economia

    Luanda prepara-se para retirar os direitos de voto do BPI no Banco de Fomento Angola (BFA). A notícia surge no mesmo dia em que o Governo garante que foram retomadas as negociações sobre entre Isabel dos Santos e o Caixabank. Em entrevista à TSF, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, mostra-se confiante numa solução consensual mas sublinha que o Governo está à margem do processo das negociações.

  • Governo rejeita acusações de Isabel dos Santos
    1:53

    Economia

    O governo rejeita as acusações de Isabel dos Santos que diz que o execuitivo beneficiou os espanhóis do CaixaBank no caso BPI. A empresária angolana garante que o executivo aprovou uma lei à medida para favorecer uma das partes.

  • Caso BPI pode reabrir crise nas relações entre Portugal e Angola
    3:04

    Economia

    O fim das negociações entre o CaixaBank e a empresária Isabel dos Santos pode reabrir mais uma crise nas relações entre Portugal e Angola. O secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa acusa o Estado português de sucessivos erros diplomáticos e de se aproveitar da atual fragilidade da economia angolana. O Presidente da República não comenta o caso.

  • Nuno Espírito Santo volta a desenhar no quadro
    6:54

    Desporto

    O treinador do FC Porto usou hoje de novo o marcador para desenhar e assim tentar explicar-se melhor. Foi na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Sporting de Braga. "Sei que isto vai ser motivo de brincadeira, crítica e análise", disse. "Não reparem no desenho, prestem atenção ao conteúdo".

  • "A frase que mais ouço quando digo que sou blogger é: 'Mas dá para viver disso?'"

    Web Summit

    É certo e sabido que a internet e as redes sociais abriram as portas a novas realidades laborais e sobretudo a oportunidades profissionais espalhadas um pouco por todo o mundo. Portugal não foge à regra e é cada vez mais uma parte desse todo, como o demonstra a organização da WebSummit para o triénio 2016-18. Foi precisamente por lá que encontramos a Sara Riobom, uma engenheira industrial convertida à blogosfera e a fazer vida disso mesmo.

    Martim Mariano