sicnot

Perfil

Economia

Panamá e EUA assinam acordo de partilha de informação bancária

O Panamá e os Estados Unidos assinaram hoje um acordo de partilha de informação bancária, que foi considerado como um passo das autoridades panamianas para cooperarem na luta contra a evasão fiscal.

© Gary Cameron / Reuters

O acordo ocorre semanas depois da divulgação dos "Papéis do Panamá", um escândalo que revelou um vasto sistema de evasão fiscal que tem suscitado uma onde choque mundial e causou a abertura de várias investigações e a demissão do primeiro-ministro da Islândia.

Após as revelações, o Panamá tem estado sob intensa pressão internacional para criar condições para uma maior transparência do setor financeiro do país, caso contrário será colocado na lista negra global dos "paraísos fiscais".

Apesar do Governo afirmar que está comprometido com a transparência e já ter feito algumas reformas naquele sentido, ainda não adotou a norma internacional para partilha de informações fiscais automáticas definida pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

"O Panamá continua a avançar na área da transparência financeira e fiscal", disse o ministro das Finanças do Panamá, Dulcidio de la Guardia, após a assinatura do acordo com o embaixador dos Estados Unidos, John Feeley.

O acordo com o Panamá vai permitir aos Estados Unidos monitorar contas no Panamá usadas por cidadãos norte-americanos e assim evitar oportunidades de evasão fiscal.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.