sicnot

Perfil

Economia

Panamá e EUA assinam acordo de partilha de informação bancária

O Panamá e os Estados Unidos assinaram hoje um acordo de partilha de informação bancária, que foi considerado como um passo das autoridades panamianas para cooperarem na luta contra a evasão fiscal.

© Gary Cameron / Reuters

O acordo ocorre semanas depois da divulgação dos "Papéis do Panamá", um escândalo que revelou um vasto sistema de evasão fiscal que tem suscitado uma onde choque mundial e causou a abertura de várias investigações e a demissão do primeiro-ministro da Islândia.

Após as revelações, o Panamá tem estado sob intensa pressão internacional para criar condições para uma maior transparência do setor financeiro do país, caso contrário será colocado na lista negra global dos "paraísos fiscais".

Apesar do Governo afirmar que está comprometido com a transparência e já ter feito algumas reformas naquele sentido, ainda não adotou a norma internacional para partilha de informações fiscais automáticas definida pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

"O Panamá continua a avançar na área da transparência financeira e fiscal", disse o ministro das Finanças do Panamá, Dulcidio de la Guardia, após a assinatura do acordo com o embaixador dos Estados Unidos, John Feeley.

O acordo com o Panamá vai permitir aos Estados Unidos monitorar contas no Panamá usadas por cidadãos norte-americanos e assim evitar oportunidades de evasão fiscal.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.