sicnot

Perfil

Economia

DBRS divulga hoje se mantém ou revê rating atribuído a Portugal

A agência de notação financeira DBRS divulga hoje se revê ou mantém o 'rating' de investimento atribuído a Portugal, nota determinante para que o país continue a ser contemplado no programa de compra de ativos do BCE.

(Lusa/ Arquivo)

Desde maio de 2014 que o rating atribuído pela agência canadiana a Portugal é de 'BBB' (low), com perspetiva estável, o que significa que a DBRS é a única a atribuir uma nota de investimento à dívida pública portuguesa, enquanto as restantes três maiores entidades de 'rating' consideram que Portugal ainda está num grau de 'lixo'.

Este 'rating' atribuído pela DBRS é relevante porque a notação de investimento por pelo menos uma das maiores agências de 'rating' é exigida para que o Banco Central Europeu (BCE) continue a comprar dívida pública em Portugal e a financiar a banca nacional.

A revisão em baixa é vista como um risco pelos analistas e instituições internacionais, com o Fundo Monetário Internacional (FMI) a admitir que caso a DBRS passe o 'rating' atribuído a Portugal para lixo -- juntando-se assim às norte-americanas Moody's, Fitch e Standard & Poor's (S&P) -- isso traria "grandes consequências" para o país.

Isso significaria que Portugal seria excluído do programa de compra de ativos do BCE e que deixaria de poder usar dívida soberana como um colateral no financiamento europeu à banca portuguesa.

Depois do aviso do FMI, a 01 de abril, a DBRS chegou a admitir cortar o 'rating' atribuído a Portugal, caso se verifique um "enfraquecer do compromisso político perante políticas económicas sustentáveis", a reversão das reformas estruturais ou caso a "incerteza política se torne persistente".

Um crescimento económico mais fraco do que o esperado e que leve a uma deterioração da dinâmica da dívida pública também pode levar a uma revisão em baixa da nota atribuída pela DBRS a Portugal.

Anteriormente, em fevereiro, após a divulgação da proposta do Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), a DBRS disse estar "confortável" com o 'rating' atribuído a Portugal, que considera ser "apropriado", alertando, no entanto, que esta avaliação depende do desempenho orçamental, do crescimento e do sucesso da política monetária do BCE.

Na última revisão feita pela agência canadiana a Portugal, que aconteceu em novembro, a DBRS manteve a nota e a perspetiva estável, como tem feito desde maio de 2014, considerando que os riscos que poderiam levar a uma corte no 'rating' estavam "largamente equilibrados".

Entre os riscos apontados estavam o de "derrapagem [orçamental] e outros desafios para as finanças públicas, nomeadamente em relação ao ainda alto nível de dívida pública".

Na quinta-feira, a presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), Cristina Casalinho, reiterou que o país está confiante na manutenção do 'rating' atribuído pela DBRS.

"A expectativa é que não vai haver alteração face ao 'rating' [avaliação] atual, na medida em que tem sido essa a ideia que os analistas da DBRS têm vindo a referir nos últimos tempos", afirmou Cristina Casalinho, confessando que gostaria que "o reconhecimento fosse mais abrangente e que as agências de 'rating' passassem a classificar Portugal na classe de investimento por haver uma evolução positiva nesse sentido".

Lusa

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • Estabilização dos solos nas áreas ardidas
    1:58

    País

    Está a começar uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas nos incêndios florestais. O trabalho das equipas que estão no terreno arrancou na zona da Lousã mas vai passar por vários concelhos como Pampilhosa da Serra e Vila Real.