sicnot

Perfil

Economia

DBRS mantém rating de Portugal acima de lixo e perspetiva estável

ÚLTIMA HORA

A agência de notação financeira DBRS anunciou hoje que manteve o rating da dívida pública portuguesa de longo prazo em BBB (baixo), um nível acima de lixo, com perspetiva estável.

(Arquivo)

(Arquivo)

A deliberação da DBRS era aguardada pelos mercados pelo impacto que uma revisão em baixa poderia ter na capacidade de financiamento de Portugal no exterior, porque a notação de investimento atribuída pelo menos por uma das maiores agências de notação financeira é exigida para que o Banco Central Europeu (BCE) continue a comprar dívida pública em Portugal e a financiar a banca nacional.

No entanto, a agência de notação avisa que "o 'rating' pode ser pressionado de forma negativa", caso se verifique um "enfraquecimento do compromisso político para com políticas de sustentabilidade económica ou se a economia crescer menos do que o previsto, conduzindo a uma deterioração da dinâmica da dívida pública".

É que para a DBRS existem riscos face às perspetivas orçamentais do Governo, que surgem "sobretudo de assunções otimistas de crescimento e da capacidade limitada do Governo para conduzir uma estratégia orçamental apertada no médio prazo, dado o seu fraco mandato".

Em específico, a agência está preocupada com a reversão de reformas estruturais, que "ameaçam o regresso aos desequilíbrios macroeconómicos", e com a "incapacidade de lidar com pressões orçamentais que podem indicar um compromisso político fraco e aumentar as preocupações sobre a duração do ajustamento orçamental".

Ainda assim, a DBRS considera que o Governo, apesar de ser minoritário e de contar com o apoio de partidos que contestam as regras europeias, "tem mostrado compromisso" para com elas, principalmente quando alterou o Orçamento do Estado para este ano, no seguimento de conversações com Bruxelas.

Por outro lado, "o 'rating' pode ser revisto em alta se a melhoria nas finanças públicas for sustentada e se a recuperação económica demonstrar que é forte e duradoura, melhorando a perspetiva da sustentabilidade da dívida pública portuguesa".

A DBRS justifica a manutenção do 'rating' com "a estrutura favorável da maturidade da dívida pública e a redução das vulnerabilidades, depois de uma correção substancial do défice nos últimos anos".

Além disso, salienta que Portugal "usufrui da forte credibilidade das instituições da zona euro, particularmente do BCE".

Nesse sentido, a DBRS considera que, caso fosse necessário, Portugal poderia beneficiar de "ajuda financeira europeia adicional", o que ajuda a manter a perspetiva estável.

No entanto, estes fatores "positivos para o crédito" são contrabalançados por "desafios importantes", principalmente ao nível da dívida pública, mas também relacionados com "endividamento elevado do setor privado, pressões orçamentais permanentes e um potencial de crescimento baixo".

  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50