sicnot

Perfil

Economia

Santander Totta analisa Novo Banco, não sabe ainda se vai concorrer

O presidente do Santander Totta disse hoje que o banco está a analisar o processo de venda do Novo Banco e que já houve alguns contactos sobre a operação, mas que ainda não sabe se irá apresentar uma proposta.

Presidente do Santander Totta, António Vieira Monteiro.

Presidente do Santander Totta, António Vieira Monteiro.

MARIO CRUZ/LUSA

"Estamos a analisar a situação, mas estamos muito longe de dizer se concorremos ou não", afirmou António Vieira Monteiro em conferência de imprensa, revelando que o banco "já teve alguns contactos" a este propósito.

"Estamos apostados em crescer organicamente, mas não deixamos de ter em atenção tudo aquilo que se passa no mercado português", acrescentou.

Face à insistência dos jornalistas sobre um alegado o interesse no Novo Banco, Vieira Monteiro reforçou que o banco "está atento a tudo".

O Santander Totta concorreu no ano passado ao primeiro processo de alienação do Novo Banco, que acabou suspenso em setembro passado pelo Banco de Portugal.

No âmbito da resolução do Banif, em dezembro, comprou parte da atividade bancária do banco do Funchal, por 150 milhões de euros.

Lucro do Santander Totta duplica para 114,5 M€ no 1º trimestre

O Santander Totta apresentou hoje as contas do primeiro trimestre, divulgando que o resultado líquido foi de 114,5 milhões de euros, mais do que duplicando o lucro de 53,8 milhões de euros do período homólogo de 2014.

"Estes resultados já incluem a consolidação dos ativos e passivos adquiridos do ex-Banif e o impacto positivo na evolução dos agregados de balanço e de produto bancário", informou a entidade liderada por António Vieira Monteiro.

Ainda assim, "o impacto da aquisição dos ativos comerciais [do ex-Banif] no resultado líquido do trimestre é marginal", sublinhou o banco.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Presidente da Câmara de Nova Iorque confirma "atentado terrorista falhado"
    0:29
  • Israel volta a bombardear posições do Hamas em Gaza

    Mundo

    O exército israelita voltou a bombardear esta segunda-feira posições do movimento Hamas na Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de projéteis em direção a Israel pelas milícias palestinianas, informou um comunicado militar.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.