sicnot

Perfil

Economia

Vendas de automóveis em abril com menor subida dos últimos 30 meses

As vendas de veículos automóveis subiram 7% em abril face ao mesmo mês do ano anterior, com 18.918 veículos vendidos, mas registaram a variação homóloga mais baixa dos últimos 30 meses, revelou hoje a associação do setor.

© Fabrizio Bensch / Reuters

De acordo com a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), "este é o valor mais baixo, da percentagem de variação homóloga, dos últimos 30 meses, o que demonstra uma clara tendência de desaceleração do mercado".

Em termos acumulados, nos quatro primeiros meses do ano foram vendidos em Portugal 86.725 veículos automóveis, o que representou uma variação homóloga positiva de 21,2%.

Em abril, o mercado de veículos ligeiros (ligeiros de passageiros mais comerciais ligeiros) registou um crescimento de 6,7% face ao mês homólogo do ano anterior, ascendendo a um total de 18.578 veículos.

Em termos acumulados, entre janeiro e abril, o número de vendas fixou-se em 85.073 unidades, o que correspondeu a um crescimento homólogo de 21%, segundo a ACAP.

A Volkswagen foi a terceira marca mais vendida em abril - seguida da Renault (2.354), e da Peugeot (1.911), com 1.723 unidades vendidas -, o que se traduz numa quebra de 6,1% face a igual mês do ano passado, na sequência do escândalo da falsificação dos testes de emissões de gases nocivos, em setembro do ano passado.

Lusa

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • "O futuro da Autoeuropa não está em causa"
    0:43

    Economia

    O secretário de Estado do Trabalho apelou a que os partidos não se intrometam nas negociações entre os trabalhadores e a administração da Autoeuropa. Em entrevista à Edição da Noite da SIC Notícias, Miguel Cabrita afastou a hipótese de estar em causa o encerramento da fábrica de Palmela.