sicnot

Perfil

Economia

ACT está a acompanhar situação dos trabalhadores do Novo Banco

O inspetor-geral da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) confirmou hoje que este órgão está a acompanhar a situação dos trabalhadores do Novo Banco "no terreno", sem detalhar quais as ações em causa.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

Questionado pela Lusa sobre a denúncia do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (SBSI) relativamente a trabalhadores do Novo Banco que terão sido impedidos de entrar no banco para trabalhar, Pedro Pimenta Braz disse que a ACT está "a acompanhar a situação" e que já se deslocou ao local.

O inspetor-geral da ACT não quis adiantar mais pormenores sobre o assunto por estar obrigado ao sigilo.

Na quarta-feira, o dirigente sindical do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (SBSI), Paulo Alexandre, disse à Lusa que a estrutura sindical apresentou uma queixa à ACT e enviou uma carta à administração do Novo Banco a pedir explicações sobre esse tema.

O jornal Público noticiou na terça-feira que, pelo menos, uma centena de trabalhadores do Novo Banco que se recusaram a assinar as rescisões por mútuo acordo receberam uma carta a dispensá-los de se apresentarem ao serviço e que, segundo relatos, uma parte dos trabalhadores envolvidos não terá mesmo conseguido mesmo entrar nas instalações onde trabalhava.

O Novo Banco foi criado no início de agosto de 2014 na sequência da resolução do Banco Espírito Santo (BES) como banco de transição, detido na totalidade pelo Fundo de Resolução bancário.

No âmbito da reestruturação acordada entre as autoridades portuguesas e a Comissão Europeia, o Novo Banco tem de reduzir em 1.000 pessoas o número de efetivos até ao final do ano e de cortar em 150 milhões de euros os custos operativos.

No entanto, como parte significativa dos funcionários já tinha saído, nomeadamente através de um programa de reformas antecipadas, e a venda de unidades no estrangeiro implicará também a redução de pessoal, a dispensa de trabalhadores estimada pelo Novo Banco para este ano ascendia a 500, pelo que foi aberto um processo de rescisões por mútuo acordo.

Uma vez que nem todos os funcionários a quem foi proposta essa saída a aceitaram, o banco vai avançar com um processo de despedimento coletivo, que o Jornal de Negócios noticiou que irá abranger menos de 100 trabalhadores.

O Novo Banco teve prejuízos de 980,6 milhões de euros no ano passado, justificando mais de metade dos resultados negativos ainda com o "legado" que recebeu do Banco Espírito Santo (BES).

Lusa

  • Novo Banco impede a entrada de vários funcionários nas instalações do banco
    1:35

    País

    O Novo Banco tentou impedir a entrada de vários funcionários nas instalações, anulando os cartões de entrada e bloqueando as contas de acesso aos computadores. Estes são funcionários que não aceitaram rescindir o contrato de forma amigável. O sindicato dos bancários garante que o banco está a violar a lei. A autoridade para as condições do trabalho diz que está a acompanhar a situação.

  • Trabalhadores do ACT anunciam greve
    1:12

    Economia

    O sindicato dos inspectores do trabalho e o Sintap reclamam a substituição da direção da Autoridade para as Condições de Trabalho. Alegam que, por serem pouco e serem desviados para tarefas administrativas, não têm condições para laborar. Razões que levaram à marcação de greve para 2 de maio.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura ao Governo

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC

  • A cadela que desistiu da CIA para ir "perseguir esquilos e coelhos"

    Mundo

    Nem todos os cães têm aptidão para combater o crime. Este é o caso de Lulu, uma cadela que estava a treinar para ser agente da CIA, mas que acabou por entrar na reforma ainda durante os treinos. Através do Twitter, a agência norte-americana anunciou na semana passada que Lulu já não iria treinar mais e que tinha sido adotada pelo agente que a treinava.

    SIC

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC