sicnot

Perfil

Economia

Há contribuintes a receber menos do que constava na simulação do IRS

Há contribuintes a receber menos do que constava na simulação do IRS

Os reembolsos do IRS estão a apanhar de surpresa muitos dos contribuintes que vão receber muito menos do que constava na simulação do portal da finanças, em alguns casos a diferença é de 500 euros. Há também situações em que o valor é superior. As Finanças admitem um erro no sistema na primeira semana de entrega das declarações.

O Ministério das Finanças respondeu entretanto à SIC que "foi identificada uma falha no simulador que está disponível no portal e que tem que ver com a tributação conjunta" e que "a referida falha foi corrigida logo no primeiro dia de entrega das declarações".

As Finanças garantem que "todos os contribuintes afetados por esta situação e que tenham, com base na simulação efetuada, optado pela tributação separada ou conjunta, consoante o que se mostrou ser mais favorável, poderão entregar uma nova declaração sem qualquer coima associada para que não sejam prejudicados de forma alguma".

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.