sicnot

Perfil

Economia

Grécia "basicamente cumpriu" todos os seus objetivos de reforma, diz Juncker

A Grécia "basicamente cumpriu" todos os objetivos de reforma exigidos pelos credores e, assim sendo, os parceiros da zona euro vão começar a discutir uma possível reestruturação da dívida, segundo o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

(Arquivo)

(Arquivo)

Christian Lutz/ AP

"Estamos no momento da primeira revisão do plano [de resgate à Grécia] e os objetivos foram basicamente cumpridos", disse Juncker numa entrevista que hoje será publicada nos jornais do Funke Mediengruppe, na Alemanha.

Os credores da Grécia realizaram a revisão necessária para avaliar o progresso das reformas do Governo de Atenas e esperam desbloquear a primeira 'tranche' do resgate de 86 mil milhões de euros, acordado em julho.

O Eurogrupo, composto por 19 ministros das Finanças dos países da zona euro, vai reunir-se na segunda-feira em Bruxelas, onde analisará as reformas gregas.

Vão também "começar as primeiras discussões sobre como tornar a dívida da Grécia sustentável a longo prazo", disse Juncker aos jornais alemães.

A aprovação das reformas é necessária antes de qualquer consideração sobre um 'alívio' da dívida grega, mas apesar de as negociações durarem há meses, as reformas da Grécia ainda não conseguiram o apoio de todos os credores, em grande parte devido às diferenças de opinião entre a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI), que pede mais reformas.

Os comentários de Juncker surgem depois de o ministro das Finanças grego, Euclid Tsakalotos, ter pedido, no sábado, aos parceiros da zona euro que apoiem o pacote de reformas da Grécia, que inclui cortes de 5,4 mil milhões de euros, e rejeitem o pedido dos credores de medidas adicionais no valor de 3,6 mil milhões de euros.

"Qualquer pacote superior a 5,4 mil milhões será encarado, tanto pelos cidadãos gregos como pelos agentes económicos, dentro e fora da Grécia, como contraprodutivo social e economicamente", afirmou, numa carta dirigida ao Eurogrupo.

Tsakalotos alertou para o preço de um "Estado falhado" se as negociações de segunda-feira não correrem de feição.

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI, também se dirigiu ao Eurogrupo através de uma carta, instando os ministros a abordar a questão da reestruturação da dívida.

Lagarde sublinhou a necessidade de rever em baixa o objetivo de a Grécia atingir um superavit primário de 3,5% do PIB em 2018, dizendo que era "contraprodutivo" esperar que Atenas atinja o objetivo.

No entanto, o FMI afirmou também que há "lacunas significativas" nas reformas propostas pela Grécia.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.

  • Jovem britânico em fuga é detido depois de responder à polícia no Facebook

    Mundo

    Através do Facebook, a polícia de West Yorkshire mostrou-se preocupada perante o desaparecimento de um jovem de 21 anos e pediu por informações que pudessem leva-los a descobrir Leon Smith. Contudo, o que não deveriam estar à espera, era que o próprio desaparecido respondesse na rede social e que desafiasse a polícia a "fazer o seu trabalho". As autoridades acabaram por localizar o jovem no mesmo dia.

    SIC