sicnot

Perfil

Economia

FMI pede à Alemanha mais ação para integrar refugiados no mercado de trabalho

O Fundo Monetário Internacional (FMI) gostaria que a Alemanha fizesse mais para integrar os refugiados no mercado de trabalho, de acordo com um documento divulgado hoje e que faz também recomendações em matéria de reformas estruturais.

"Apesar de muitas medidas de apoio terem sido tomadas e de mais estarem em preparação, são recomendadas mais ações políticas para promover uma integração bem sucedida dos refugiados no mercado de trabalho", considera o FMI nas conclusões do estudo.

O FMI insiste na importância da aprendizagem da língua alemã e recomenda que se tenha em conta "o desafio da integração dos refugiados" nas discussões sobre o salário mínimo para o próximo ano.

O salário mínimo está em vigor desde 1 de janeiro de 2015 e atualmente está fixado em 8,5 euros por hora.

Em 2015, a Alemanha acolheu mais de um milhão de pessoas que procuram asilo.

O FMI faz também outras recomendações à maior economia europeia em matéria de reformas estruturais, sublinhando que o envelhecimento da população alemã levará a "uma intensificação da pressão sobre as finanças públicas".

O FMI defende que a Alemanha deve "prolongar a duração da vida profissional", por exemplo indexando "a idade da reforma à esperança de vida".

A instituição incita também Berlim a reformar "de forma mais vigorosa" o setor dos serviços para aumentar a competitividade neste domínio e a investir mais, principalmente em infraestruturas.

Lusa

  • "Serei o Presidente de todos os angolanos"
    2:06
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Supervisão bancária origina novo diferendo entre Carlos Costa e Governo
    0:57

    Economia

    Reacendeu-se a guerra entre o Governo e o governador do Banco de Portugal. Em conferência na sede do banco, esta segunda-feira, Carlos Costa deixou uma crítica indireta ao novo modelo de supervisão bancária. O ministro das Finanças, Mário Centeno, não gostou e exigiu a Carlos Costa que se retratasse, mas o governador recusou-se.

  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.