sicnot

Perfil

Economia

Credit Suisse perde 273 M€ no primeiro trimestre

O banco Credit Suisse anunciou hoje que registou um prejuízo de 273 milhões de euros no primeiro trimestre de 2016, face ao lucro de 949 milhões de euros registado em igual período de 2015.

© Reuters Photographer / Reuter

O banco helvético referiu em comunicado ter registado uma perda de 302 milhões de francos suíços (273 milhões de euros)no primeiro trimestre deste ano, face ao lucro de 1.050 milhões de francos (949 milhões de euros) registados em igual período de 2015.

O Credit Suisse explicou que nos três primeiros meses do ano, realizou mais de metade dos 1400 milhões de francos (1.265 milhões de euros) de redução dos gastos que tinha previsto para este ano.

"Estamos convencidos de que vamos alcançar e até superar a meta de reduzir custos brutos ", especificou o banco em comunicado.

O banco também anunciou que já eliminou 3.500 empregos, dos 6.000 que pretende reduzir até o final do ano, salientando que "os resultados estão em linha com as expectativas".

A perda antes dos impostos subiu para 484 milhões de francos suíços (437 milhões de euros) em comparação com o lucro declarado no primeiro trimestre de 2015, de 1.500 milhões de francos (1.356 milhões de euros).

Além disso, o fluxo líquido de capital novo subiu para 10.500 milhões de francos (9.493 milhões de euros), uma queda de 29,5% num ano.

"No primeiro trimestre, fizemos progressos na implementação da nossa estratégia", salientou o Credit Suisse.

No entanto, o banco assume que as condições nos mercados financeiros não eram as mais favoráveis.

Lusa

  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.