sicnot

Perfil

Economia

Crédito à habitação e consumo atingiu em março máximos de 5 e 6 anos

O crédito concedido para habitação e consumo ascendeu em março a 491 e 349 milhões de euros, atingindo máximos de cinco e seis anos, respetivamente, de acordo com os dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal.

Segundo o Banco de Portugal, seria "necessário recuar a maio de 2011 e a dezembro de 2010 para se encontrarem volumes superiores de novas operações (536 milhões de euros e 406 milhões de euros, respetivamente)".

O crédito à habitação concedido em março representou um crescimento de 29% face ao mês anterior.

No total, o novo crédito a particulares ascendeu a 1,012 mil milhões de euros, segundo os dados do Banco de Portugal.

As novas operações de crédito para outros fins ascenderam a 172 milhões de euros, o valor mais elevado desde dezembro.

Nas novas operações de crédito concedido a particulares, as taxas de juro médias para as finalidades de habitação e consumo foram de 2,05% e 7,59%, respetivamente.

A taxa de juro relativa ao crédito concedido para habitação corresponde a um novo mínimo histórico.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.