sicnot

Perfil

Economia

Crédito à habitação e consumo atingiu em março máximos de 5 e 6 anos

O crédito concedido para habitação e consumo ascendeu em março a 491 e 349 milhões de euros, atingindo máximos de cinco e seis anos, respetivamente, de acordo com os dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal.

Segundo o Banco de Portugal, seria "necessário recuar a maio de 2011 e a dezembro de 2010 para se encontrarem volumes superiores de novas operações (536 milhões de euros e 406 milhões de euros, respetivamente)".

O crédito à habitação concedido em março representou um crescimento de 29% face ao mês anterior.

No total, o novo crédito a particulares ascendeu a 1,012 mil milhões de euros, segundo os dados do Banco de Portugal.

As novas operações de crédito para outros fins ascenderam a 172 milhões de euros, o valor mais elevado desde dezembro.

Nas novas operações de crédito concedido a particulares, as taxas de juro médias para as finalidades de habitação e consumo foram de 2,05% e 7,59%, respetivamente.

A taxa de juro relativa ao crédito concedido para habitação corresponde a um novo mínimo histórico.

Lusa

  • Autópsia à mulher baleada pela PSP contradiz agentes
    1:28

    País

    A mulher que morreu acidentalmente durante uma perseguição da PSP terá sido baleada no pescoço e o trio terá sido disparado por trás. Entretanto, segundo a imprensa, a PJ ainda não encontrou vestígios do tiroteio, entre os assaltantes do multibanco de Almada e a PSP.

  • Marinha dos EUA considera "absolutamente inaceitável" desenho de um pénis no céu

    Mundo

    Os cidadãos do Condado de Okanogan, em Washington, foram surpreendidos esta quinta-feira com o contorno de um pénis no céu. A imagem resultou de um rasto de condensação deixado por um avião militar norte-americano. A Marinha confirmou que um dos seus pilotos tinha desenhado a figura no ar e defendeu que a situação era "absolutamente inaceitável".