sicnot

Perfil

Economia

Governo mantém serviços mínimos nos portos de Lisboa e Setúbal

O Governo decidiu manter serviços mínimos nos portos de Lisboa e Setúbal, devido à greve dos estivadores, nomeadamente no que respeita à operação de navios com destino às regiões autónomas dos Açores e Madeira.

MÁRIO CRUZ

Segundo um comunicado do Ministério do Mar, na última semana foi possível chegar a acordo parcial quanto a algumas matérias que estavam incluídas no anterior despacho de fixação de serviços mínimos, entre as quais movimentação de mercadorias nocivas ou perigosas, como medicamentos e artigos de utilização ou consumo hospitalar.

Para "garantir a satisfação de necessidades sociais básicas e impreteríveis" mantêm-se os serviços mínimos para movimentação de carga de dois navios de cinco em cinco dias, com destino aos Açores e Madeira.

Este limite não se aplica "em casos de manifesta urgência e comprovada necessidade de abastecimento de cada uma das regiões autónomas" e continuam a ser assegurados aqueles serviços relativamente aos quais foi obtido o consenso das partes.

O Ministério do Mar e as administrações portuárias afetadas pela paralisação estão a acompanhar a situação nos portos de Lisboa, Setúbal e Figueira da Foz e uma fonte oficial disse à Lusa que os serviços mínimos estão a ser cumpridos.

O despacho anterior tinha sido publicado no mesmo dia em que o Sindicato dos Estivadores, Trabalhadores do Tráfego e Conferentes Marítimos do Centro e Sul de Portugal, emitiu um novo pré-aviso de greve, estendendo a paralisação de 22 para 27 de maio de 2016.

A greve tem sido prolongada através de sucessivos pré-avisos devido à falta de entendimento entre estivadores e operadores portuários sobre o novo contrato coletivo de trabalho.

Lusa

  • Estivadores mantêm greve porque consideram que nada mudou
    2:03

    Economia

    Os estivadores mantêm a greve, que se prolonga até 27 de maio. O Sindicato considera que nada se alterou, no que diz respeito aos fundamentos que os levaram à paralisação e, acrescentam ainda que os serviços mínimos estão a ser cumpridos. Dizem que muito provavelmente a greve só terminará com uma decisão política. António Mariano, presidente do Sindicato dos Estivadores, fala sobre o assunto.

  • Greve dos estivadores já dura há duas semanas
    1:54

    Economia

    A greve dos estivadores está a prejudicar a indústria alimentar e a confederação empresarial teme que o consumo de bens essenciais fique comprometido. A paralisação dura há duas semanas e até agora não há acordo entre os estivadores e o Governo.

  • Greve dos estivadores pode levar a escassez de bens alimentares
    2:06

    Economia

    A paragem no Porto de Lisboa dura há uma semana e deverá prolongar-se até 27 de Maio. A indústria alimentar avisa que já há rutura de stocks na alimentação animal e que a escassez pode chegar à indústria panificadora. O setor fala em milhões de prejuízos caso paralisação se mantenha na próxima semana.

  • Queixas sobre comércio online dispararam em 2017

    Economia

    A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) recebeu 1.642 reclamações sobre compras feita pela internet em 2017, numa média de quatro queixas por dia, número que sobe para 8.538 no caso da rede social Portal da Queixa.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Mais de 60% dos jovens não usam preservativo
    1:42
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52