sicnot

Perfil

Economia

Portugal conseguiu 1.150 milhões de euros em dívida a 10 anos

Portugal aproveitou esta manhã a procura dos investidores e conseguiu 1.150 milhões de euros, mais financiamento do que previa, à taxa de juro de 3,252%.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters (Arquivo)

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) na Bloomberg, a procura desta emissão atingiu 1.830 milhões de euros, 1,59 vezes superior ao montante colocado.

O IGCP tinha anunciado a realização de um leilão de Obrigações do Tesouro (OT) com maturidade a 21 de julho de 2026 com "um montante indicativo entre 750 a 1.000 milhões de euros".

A anterior emissão de OT a 10 anos foi colocada em março deste ano, altura em que o Tesouro colocou 621 milhões de euros a uma taxa de juro média de 3,138%, superior à de 2,42% verificada no leilão precedente, de 25 de novembro do ano passado.

No leilão de março, a procura atingiu os 993 milhões de euros, tendo sido 1,60 vezes superior ao montante colocado.

Para o diretor da gestão de ativos do Banco Carregosa, Filipe Silva, o leilão de hoje "correu dentro do esperado, com a taxa em linha do que se faz no mercado secundário".

O leilão "correu sem qualquer problema, talvez por isso se tenha optado por emitir um pouco acima do previsto inicialmente, que era um intervalo entre 750 e mil milhões de euros, referiu.

"A 'yield curve' da dívida portuguesa não mostra qualquer tipo de 'stress' com Portugal e os investidores aproveitam as oportunidades não só na dívida pública portuguesa como também na dívida das empresas portuguesas", afirmou ainda Filipe Silva.

A instituição liderada por Cristina Casalinho espera emitir, em termos brutos, 18.000 a 20.000 milhões de euros em dívida de médio e longo prazo em 2016, "combinando sindicatos e leilões" e assegurando "no mínimo" um leilão de Obrigações do Tesouro (OT) por trimestre.

Com Lusa/Última atualização às 11:31

  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.