sicnot

Perfil

Economia

Apple investe 1.000 milhões de dólares em aplicação chinesa de transporte privado

O gigante de tecnologia Apple anunciou hoje um investimento de 1.000 milhões de dólares na aplicação de transporte privado chinesa Didi Chuxing, a versão chinesa do Uber e uma das 'start-ups' chinesas mais bem-sucedidas desta década.

O FBI acedeu ao telemóvel de Rizwan Farook, responsável, com a mulher, pela morte de 14 pessoas, depois de um litígio legal e de a Apple se ter negado a prestar ajuda. (Arquivo)

O FBI acedeu ao telemóvel de Rizwan Farook, responsável, com a mulher, pela morte de 14 pessoas, depois de um litígio legal e de a Apple se ter negado a prestar ajuda. (Arquivo)

© Mike Segar / Reuters

Este é o maior investimento de sempre recebido por aquela empresa, líder do mercado chinês, com uma quota de 87%, graças aos seus 300 milhões de utilizadores e uma média de 11 milhões de viagens diárias.

A empresa não detalha qual o montante total arrecadado na sua última ronda de financiamento, na qual participaram outras "entidades chinesas e internacionais de prestígio".

Em operações do género realizadas anteriormente, aquela plataforma captou investimento das duas empresas líderes no setor da Internet na China, o gigante de comércio eletrónico Alibaba e a Tencent, especializada em redes sociais e videojogos.

"Estamos extremamente impressionados pelo negócio que criou e a sua excelente liderança e esperamos apoiá-los à medida que vão crescendo", disse o conselheiro delegado da Apple, Tim Cook, em comunicado.

O Didi "ilustra a inovação" do setor informático na China, acrescentou.

Com sede em Pequim, o Didi Chuxing nasceu da fusão, em fevereiro de 2015, das empresas chinesas Didi Dache e Kuaidi Dache, que até então competiam entre si pela liderança no mercado do país.

No início deste ano, a empresa estava avaliada em 16.500 milhões de dólares.

O Governo chinês deve aprovar este mês reformas legais, visando "profissionalizar" os serviços móveis, após mais de um ano de atritos entre os táxis convencionais e os motoristas daquelas aplicações.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.