sicnot

Perfil

Economia

FMI alerta para impacto "negativo" e "considerável" do Brexit

O Fundo Monetário Internacional (FMI) advertiu hoje que um Sim à saída do Reino Unido da União Europeia (UE) , o chamado Brexit, no referendo de 23 de junho pode ter um impacto "negativo" e "considerável" na economia britânica.

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, apresentou hoje em Londres um relatório sobre a situação económica do Reino Unido, o qual refere que o país sofreria um "período prolongado de incerteza" e uma diminuição das transações comerciais, além de uma volatilidade dos mercados financeiros.

O relatório sublinha que a realização do referendo já está a ter um "impacto" no investimento e na contratação de pessoal.

Lagarde defendeu que o Brexit acarreta um "risco de baixa" para a economia e que a perspetiva da saída da UE está a provocar "ansiedade em todo o mundo".

Contudo, o FMI sublinha que a decisão sobre se o Reino Unido deve ou não sair do bloco europeu compete ao eleitorado britânico e que a deliberação que este tomar "refletirá os fatores económicos e não económicos".

O FMI adianta que é provável que a reação dos mercados globais ao 'Brexit' seja "negativa" e admite que, inclusivamente, "pode vir a ser grave".

"Uma votação a favor do 'Brexit' poderia precipitar um período prolongado de incerteza, provocando a volatilidade dos mercados financeiros e um corte abrupto na produção", insistiu.

Ao mesmo tempo, o fundo diz que um novo acordo comercial com a Europa poderia ficar "sem resolução durante anos", com efeitos no investimento e na economia.

No relatório, a organização sublinha inclusivamente que a posição de Londres como centro financeiro global poderia ficar "corroída", tendo em conta que algumas empresas com sede no Reino Unido poderiam com o tempo mudar-se para a Europa ocidental.

Os mercados, refere o relatório, poderiam não esperar para conhecer o impacto do 'Brexit' na economia e reagiriam de maneira negativa, o que poderia dar origem a uma queda dos preços da habitação, um aumento dos custos do endividamento para as famílias e para o setor dos negócios, e inclusivamente um travão brusco do fluxo de investimento em setores como o das finanças e o da propriedade comercial.

O 'Brexit' poderia ter sobretudo um impacto no mercado interno britânico, defende o FMI.

O FMI fez esta advertência depois de o Banco de Inglaterra ter indicado na quinta-feira que a eventual saída do Reino Unido da UE provocará uma desaceleração da economia britânica.

No último relatório trimestral, o banco central britânico assegurou que a confirmação da rutura de Londres com Bruxelas no referendo de junho provocaria uma "drástica" desvalorização da libra esterlina e uma considerável subida da inflação, entre outros fatores negativos.

Lusa

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Ovibeja aposta este ano na internacionalização da agricultura
    2:07

    País

    A Ovibeja começou esta quinta-feira e este ano aposta na internacionalização dos produtos agrícolas do Alentejo. Centenas de expositores esgotam o certame, que é uma monstra da agricultura portuguesa. António Costa, na sexta-feira, e Marcelo Rebelo de Sousa, no sábado, são alguns dos políticos com a presença marcada em Beja.

  • Le Pen vai à pesca
    0:35

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen, candida à presidência de França fez esta quinta-feira uma "pausa" na campanha eleitoral e aproveitou para ir à pesca. A candidata navegou num barco de pesca no Mediterrâneo.

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.