sicnot

Perfil

Economia

Portugueses reservam pouco hotéis pela internet mas compram bilhetes de avião

Os portugueses utilizam pouco a Internet para reservar hotéis, mas estão quase em média com a União Europeia (UE) no que respeita à compra de passagens aéreas, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

Grzegorz Jakubowski

Menos de uma em cada quatro reservas de hotel (20,2%) foi feita via Internet pelos portugueses, enquanto na União Europeia (UE) as marcações de alojamento em linha são mais de metade do total (54,8%), segundo o Eurostat.

O gabinete oficial de estatísticas da UE, que divulga dados de 2014, salienta ainda que a Roménia (7%) e a Bulgária (9%) são os países onde menos reservas de hotel foram feitas pela Internet, por oposição à Holanda (69%), França (68%) e Luxemburgo (67%), com mais de duas em cada três.

Já no que respeita à compra de passagens aéreas, Portugal (64,8%) está ligeiramente abaixo da média europeia (67,4%).

Nesta componente das deslocações turísticas, os habitantes da Finlândia (90%) e a Holanda (81%) são os que mais recorrem à Internet para comprar bilhetes de avião, enquanto a Roménia (23%), a Eslováquia (27%), a República Checa (38%), a Bélgica (45%) e a Grécia (47%) lideram o outro extremo da tabela.

O Eurostat publicou estes dados no âmbito do Dia mundial das telecomunicações e da sociedade de informação, que é hoje assinalado

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.