sicnot

Perfil

Economia

Três ministérios trabalham para encontrar soluções para os cortes nas reformas

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, disse hoje que continua a tentar encontrar uma solução para o problema dos cortes nas pensões das forças de segurança, que terá de passar por alterações legislativas.

"Estou a trabalhar com o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e também com o da Justiça no sentido de encontramos uma solução que terá de passar pela criação de um regime jurídico de excepção mas que seja justo e equitativo", disse a ministra na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.

Constança Urbano de Sousa disse que não pode precisar quando estará concluída esta tarefa, acrescentando ser um problema que não afeta apenas as polícias, abrangendo igualmente a Polícia Judiciária.

Como a PJ está sob a alçada do Ministério da Justiça, o assunto está também a ser tratado com Francisca Van Dunem.

A ministra mostrou-se preocupada por a redução das pensões de reforma afetar os elementos da PSP e dos militares da GNR, sublinhando que vai continuar a trabalhar na questão de modo a que possam encontrar uma solução "justa e equitativa para todos".

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14