sicnot

Perfil

Economia

Dívida externa líquida desce para 99,4% do PIB em março

A dívida externa líquida alcançou, no final de março, os 179,8 mil milhões de euros, o que representa uma redução de 2,4 mil milhões de euros face a 2015, divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Segundo o BdP, esta evolução "deveu-se sobretudo ao contributo das variações de preço" e representa, em percentagem do PIB, uma redução de 101,5% para 99,4%.

De acordo com os dados divulgados, no final de março, a Posição de Investimento Internacional (PII) foi negativa em 194,7 mil milhões de euros (-107,7% do PIB), o que traduz uma variação positiva de 1,7 pontos percentuais em relação ao final de 2015.

"Os ativos líquidos de Portugal face ao exterior aumentaram 1,4 mil milhões de euros, principalmente pelo contributo das variações de preço", refere a instituição.

Em particular, o BdP destaca "o efeito combinado da valorização da cotação do ouro, detido pelo banco central, e da desvalorização das obrigações do Tesouro emitidas pelas administrações públicas, detidas por não residentes".

As variações cambiais, por sua vez, foram negativas em 939 milhões de euros e resultaram essencialmente da depreciação do dólar.

"O contributo das transações foi marginal e negativo para a variação da PII nos três primeiros meses do ano, por comparação com o final de 2015", acrescenta.

Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.