sicnot

Perfil

Economia

Dívida externa líquida desce para 99,4% do PIB em março

A dívida externa líquida alcançou, no final de março, os 179,8 mil milhões de euros, o que representa uma redução de 2,4 mil milhões de euros face a 2015, divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

Segundo o BdP, esta evolução "deveu-se sobretudo ao contributo das variações de preço" e representa, em percentagem do PIB, uma redução de 101,5% para 99,4%.

De acordo com os dados divulgados, no final de março, a Posição de Investimento Internacional (PII) foi negativa em 194,7 mil milhões de euros (-107,7% do PIB), o que traduz uma variação positiva de 1,7 pontos percentuais em relação ao final de 2015.

"Os ativos líquidos de Portugal face ao exterior aumentaram 1,4 mil milhões de euros, principalmente pelo contributo das variações de preço", refere a instituição.

Em particular, o BdP destaca "o efeito combinado da valorização da cotação do ouro, detido pelo banco central, e da desvalorização das obrigações do Tesouro emitidas pelas administrações públicas, detidas por não residentes".

As variações cambiais, por sua vez, foram negativas em 939 milhões de euros e resultaram essencialmente da depreciação do dólar.

"O contributo das transações foi marginal e negativo para a variação da PII nos três primeiros meses do ano, por comparação com o final de 2015", acrescenta.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.