sicnot

Perfil

Economia

Dona do OLX contrata 40 trabalhadores para novos projetos internacionais

A dona da OLX vai contratar até agosto 40 novos trabalhadores em Portugal, num investimento superior a um milhão de euros este ano, para replicar em mercados internacionais os conceitos daquele 'site' e do Standvirtual e Imovirtual.

A Naspers, um grupo internacional na área de serviços de Internet e comércio eletrónico, é a detentora da portuguesa FixeAds, que por sua vez detém os 'sites' de classificados OLX (bens no geral), Standvirtual (veículos) e Imovirtual (imobiliário), vai recrutar, até agosto, mais 40 profissionais para o centro tecnológico de Lisboa.

A equipa portuguesa já tem cerca de 170 colaboradores a trabalhar nos 'sites' portugueses, mas também na construção e desenvolvimento de toda a área de classificados que o grupo detém a nível mundial, nomeadamente na Índia e na Indonésia.

Para os dois países, tidos como "mercados de referência" para a Naspers, foram desenvolvidos, em Lisboa, projetos para aplicações de classificados 'online', 'web' e 'mobile', nos segmentos de imobiliário e automóvel (à semelhança do Imovirtual e do Standvirtual).

"O grupo quer continuar a expandir as marcas para outros mercados, por todo o mundo. Da América Latina, Médio Oriente, própria Europa, são mercados significativos e com volume", disse à agência Lusa o gestor global das operações de Recursos Humanos da OLX, João Silva.

A Naspers quer "replicar o sucesso que os engenheiros portugueses tiveram em Portugal", sendo que "dentro de todos os países do grupo (130) foi o que se destacou para lançar estas marcas".

A ideia é lançar os projetos consecutivamente até ao final do ano e os novos trabalhadores vão ser responsáveis não só pelo lançamento de 'sites' semelhantes ao OLX, ao Standvirtual e ao Imovirtual nos novos mercados internacionais, mas também pelo acompanhamento tecnológico e manutenção. A atividade comercial, 'marketing' e apoio aos utilizadores vai ficar a cargo de equipas locais.

O diretor de tecnologia da Naspers, Miguel Mascarenhas, diz que, "uma vez analisada a performance desta equipa nos primeiros seis meses, existe suporte do grupo para expandir as soluções criadas a partir de Portugal para outros mercados estratégicos".

O mesmo responsável afirma ainda que "a decisão de instalar em Portugal este 'tech hub' [polo tecnológico] foi uma aposta vencedora, uma vez que permitiu, num curto espaço de tempo, posicionar Portugal como o principal polo de tecnologia avançada do universo de classificados do Grupo Naspers".

"E não vamos ficar por aqui: o objetivo é assegurar o crescimento futuro de todos os 'sites' mundiais do OLX e de outras marcas do grupo", assegurou.

SP // CSJ

Lusa/fim

NewsSubjects:- Economia, Negócios e Finanças - Trabalho - Tecnologias de Informação - Informação sobre empresas - Tecnologia (geral) - Negócios (geral) - Salários e pensões - empresas

20160523T090000

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Míssil lançado do Iémen intercetado perto de Meca

    Mundo

    Um míssil balístico lançado pelos rebeldes xiitas do Iémen foi intercetado, quinta-feira à noite, perto de Meca, na Arábia Saudita, a um mês da peregrinação muçulmana anual do hajj, anunciou a coligação árabe que intervém no Iémen.