sicnot

Perfil

Economia

Mais de 373 mil desempregados sem subsídio

O Estado português atribuiu cerca de 242 mil prestações de desemprego em abril, deixando sem estes apoios 373 mil desempregados, de acordo com as contas feitas pela agência Lusa com base nos últimos dados oficiais disponíveis.

SIC

De acordo com os dados disponibilizados na página da Segurança Social (www.seg-social.pt), em abril existiam 242.169 beneficiários de prestações de desemprego, menos 7.668 pessoas do que em março e o equivalente a 39% do último número total de desempregados contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (estimativas provisórias de março).

Os últimos dados divulgados pelo INE, relativos a março, contabilizavam um total de 615,2 mil desempregados, com a taxa de desemprego a situar-se nos 12,1% (uma descida de 0,1 pontos percentuais face a fevereiro).

Das prestações contabilizadas pela Segurança Social, 119.405 referem-se a mulheres e as restantes 122.764 dizem respeito a homens.

Os números da Segurança Social incluem o subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego inicial, subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento do subsídio social de desemprego, prestações que atingiram em março o valor médio de 450,47 euros, face aos 455,34 euros registados um ano antes.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.