sicnot

Perfil

Economia

Monsanto rejeita oferta da Bayer mas continua disponível a negociar

A empresa norte-americana Monsanto rejeitou hoje a oferta apresentada pelo grupo químico alemão Bayer para a adquirir por 62 mil milhões de dólares (55,2 mil milhões de euros), mas afirmou-se disponível para negociações.

© Ina Fassbender / Reuters

O Conselho de Administração "considerou por unanimidade a oferta da Bayer AG incompleta e financeiramente desajustada, mas continua aberto a prosseguir conversações construtivas para determinar se é possível uma transação que seja do interesse dos acionistas da Monsanto", afirmou o grupo em comunicado.

"Acreditamos nas vantagens substanciais de uma estratégia integrada (...) e sempre respeitámos a atividade da Bayer", referiu o presidente da Monsanto, Hugh Grant, citado no comunicado, acrescentando, no entanto, que a empresa está subavaliada na proposta apresentada, que também "não oferece garantias necessárias para o financiamento da operação".

O grupo químico e farmacêutico alemão Bayer lançou na segunda-feira uma oferta de aquisição da Monsanto, oferecendo 62 mil milhões de dólares pela totalidade do grupo norte-americano.

O objetivo da Bayer é criar um gigante mundial de produtos químicos e sementes geneticamente modificadas.

Lusa

  • "Nos últimos 14 anos alertámos que este dia iria voltar"
    3:50

    País

    O vice-presidente da Câmara de Mação diz que se sente humilhado com o recurso a meios espanhóis para o combate ao fogo no concelho. Em entrevista à SIC, António Louro, que é também engenheiro florestal, critica os vários governos e afirma que nada disto teria acontecido se tivessem ouvido os apelos desesperados da autarquia depois do incêndio que, em 2003, destruiu grande parte do concelho.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • André Ventura rejeita acusações de xenofobia
    1:27

    País

    O candidato do PSD à Câmara de Loures diz que tocou num tema que as pessoas queriam discutir. Entrevistado na SIC Notícias, André Ventura insiste que as declarações que fez sobre a comunidade cigana não são xenófobas ou racistas.

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.