sicnot

Perfil

Economia

PCP e BE admitem viabilizar projeto de lei do PS sobre as 35 horas de trabalho

PCP e BE admitem viabilizar projeto de lei do PS sobre as 35 horas de trabalho

Ainda não há entendimento entre os partidos de esquerda para a Lei das 35 horas de trabalho na função pública. Bloco de Esquerda e o Partido Comunista já deixaram entender que viabilizam o Projeto de Lei do PS, mesmo sem acolher todas as exigências feitas.O Presidente da República continua sem revelar o que pensa sobre o assunto.

  • Lei das 35 horas pode não entrar em vigor a 1 de julho
    1:51

    Economia

    A lei das 35 horas corre o risco de não entrar em vigor a 1 de julho, como prometeu o primeiro-ministro. No Parlamento, PS, Bloco de Esquerda e PCP ainda não chegaram a um consenso e a votação já foi adiada uma semana. Enquanto isso, o Presidente da República ainda não decidiu se vai promulgar, vetar ou enviar a medida para o Tribunal Constitucional.

  • "Esta medida não faz nenhum sentido"
    3:18

    Miguel Sousa Tavares

    A lei das 35 horas de trabalho na função pública corre o risco de não entrar em vigor a 1 de julho, tal como prometeu o primeiro-ministro. No parlamento ainda não há consenso e a votação até já foi adiada uma semana. Miguel Sousa Tavares diz que a medida não faz sentido e que vai ter um grande impacto externamente e internamente.

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.