sicnot

Perfil

Economia

Centeno não ficou "de todo" preocupado com advertência de Dijsselboem

O ministro das Finanças assegurou hoje que não ficou "de todo" preocupado com as declarações do presidente do Eurogrupo sobre a "possibilidade séria" de sanções a Portugal devido ao défice, apontando que o Governo "sabe exatamente o que fazer".

© Rafael Marchante / Reuters

No final de uma reunião dos ministros das Finanças da zona euro, em Bruxelas, Mário Centeno, questionado sobre as declarações de Jeroen Dijsselbloem à entrada para o encontro - que teve início na terça-feira à tarde e se prolongou até à madrugada de hoje -, sublinhou que "o que neste momento é necessário é ter confiança na execução orçamental, na capacidade que o país tem que ter de mostrar que consegue continuar nesse rumo e crescer".

"(Preocupado?) Não, de todo, o que o presidente do Eurogrupo fez foi simplesmente referir que há um conjunto de procedimentos europeus que é necessário analisar, cumprir, e nós sabemos exatamente do que é que isso se trata (...) O Governo sabe exatamente o que fazer para manter o país numa trajetória de consolidação das suas contas públicas", declarou.

À entrada para a reunião, Dijsselbloem afirmara que a aplicação de sanções a Portugal por défice excessivo é uma "possibilidade séria devido à situação atual do país".

"As sanções são absolutamente uma possibilidade, estão nas nossas regras e regulamentos, e quando olhamos para a situação atual em Portugal e Espanha há razões sérias para considerar a sua aplicação", declarou o presidente do Eurogrupo, lembrando que manter as contas públicas em ordem é uma "tarefa difícil".

Centeno apontou que o crescimento da economia portuguesa "parou no final do ano passado", admitiu que "os números do primeiro trimestre mostram que é necessário fazer mais", e insistiu que "é nesse trajeto que o Governo se propõe manter e executar o seu orçamento de Estado", tendo também já começado a implementar o programa nacional de reformas.

Questionado sobre se a capitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) não poderá dificultar a missão de reduzir o défice para valores abaixo dos 3% do PIB, o ministro sustentou que "a capitalização não tem impacto direto no défice", dado tratar-se de "uma operação financeira", preferindo sublinhar a importância da mesma para a saúde do sistema financeiro português e a sua capacidade de financiar a economia.

"A preocupação do Governo no aspeto financeiro é que nós possamos ter a estabilização que todos desejamos para que o sistema financeiro possa ser de facto um contributo para o crescimento do país. É nessa perspetiva que se enquadra qualquer decisão que venha a ser tomada, em conjugação sempre com as autoridades europeias, de capitalização da CGD".

Lusa

  • Centeno apela à confiança na execução orçamental do Governo
    0:59

    Economia

    O ministro das Finanças diz que o que tema das sanções não foi abordado no Eurogrupo, mas que é preciso ter confiança na execução orçamental do Governo. Mário Centeno reagia às declarações do Presidente do Eurogrupo, que ontem disse que as sanções eram uma possibilidade para Portugal e Espanha, e que evitá-las dependia de manter o Orçamento na trajetória certa.

  • Nomeados para os Óscares são anunciados hoje

    Óscares 2017

    As nomeações para a 89ª. edição dos Óscares, os prémios da Academia norte-americana de cinema, são conhecidos esta terça-feira e pela primeira vez o anúncio será feito apenas via Internet. Para ver também aqui em direto, na SIC Notícias, a partir das 13:00.

    Aqui às 13:00

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • "Todo o mundo no voo estava a orar em voz alta"
    4:00
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Governo avança com plano para a utilização da bicicleta

    País

    O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, anunciou esta seguda-feira em Caminha a elaboração, este ano, de um Plano Nacional para a Promoção da Bicicleta e Outros Modos de Transporte Suaves para estimular a utilização daquele meio de transporte.