sicnot

Perfil

Economia

Centeno não ficou "de todo" preocupado com advertência de Dijsselboem

O ministro das Finanças assegurou hoje que não ficou "de todo" preocupado com as declarações do presidente do Eurogrupo sobre a "possibilidade séria" de sanções a Portugal devido ao défice, apontando que o Governo "sabe exatamente o que fazer".

© Rafael Marchante / Reuters

No final de uma reunião dos ministros das Finanças da zona euro, em Bruxelas, Mário Centeno, questionado sobre as declarações de Jeroen Dijsselbloem à entrada para o encontro - que teve início na terça-feira à tarde e se prolongou até à madrugada de hoje -, sublinhou que "o que neste momento é necessário é ter confiança na execução orçamental, na capacidade que o país tem que ter de mostrar que consegue continuar nesse rumo e crescer".

"(Preocupado?) Não, de todo, o que o presidente do Eurogrupo fez foi simplesmente referir que há um conjunto de procedimentos europeus que é necessário analisar, cumprir, e nós sabemos exatamente do que é que isso se trata (...) O Governo sabe exatamente o que fazer para manter o país numa trajetória de consolidação das suas contas públicas", declarou.

À entrada para a reunião, Dijsselbloem afirmara que a aplicação de sanções a Portugal por défice excessivo é uma "possibilidade séria devido à situação atual do país".

"As sanções são absolutamente uma possibilidade, estão nas nossas regras e regulamentos, e quando olhamos para a situação atual em Portugal e Espanha há razões sérias para considerar a sua aplicação", declarou o presidente do Eurogrupo, lembrando que manter as contas públicas em ordem é uma "tarefa difícil".

Centeno apontou que o crescimento da economia portuguesa "parou no final do ano passado", admitiu que "os números do primeiro trimestre mostram que é necessário fazer mais", e insistiu que "é nesse trajeto que o Governo se propõe manter e executar o seu orçamento de Estado", tendo também já começado a implementar o programa nacional de reformas.

Questionado sobre se a capitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) não poderá dificultar a missão de reduzir o défice para valores abaixo dos 3% do PIB, o ministro sustentou que "a capitalização não tem impacto direto no défice", dado tratar-se de "uma operação financeira", preferindo sublinhar a importância da mesma para a saúde do sistema financeiro português e a sua capacidade de financiar a economia.

"A preocupação do Governo no aspeto financeiro é que nós possamos ter a estabilização que todos desejamos para que o sistema financeiro possa ser de facto um contributo para o crescimento do país. É nessa perspetiva que se enquadra qualquer decisão que venha a ser tomada, em conjugação sempre com as autoridades europeias, de capitalização da CGD".

Lusa

  • Centeno apela à confiança na execução orçamental do Governo
    0:59

    Economia

    O ministro das Finanças diz que o que tema das sanções não foi abordado no Eurogrupo, mas que é preciso ter confiança na execução orçamental do Governo. Mário Centeno reagia às declarações do Presidente do Eurogrupo, que ontem disse que as sanções eram uma possibilidade para Portugal e Espanha, e que evitá-las dependia de manter o Orçamento na trajetória certa.

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Moradores de Alcântara escrevem ao presidente dos CTT
    2:27

    País

    Esta manhã dezenas de moradores de Alcântara manifestaram frente à sede dos CTT, no Parque das Nações, contra o encerramento da loja da freguesia onde que vivem. No protesto entregaram um postal gigante dirigido a Francisco Lacerda, o presidente dos Correios.

  • PJ apreende 745 quilos de cocaína escondida em ananases

    País

    A Polícia Judiciária apreendeu 745 quilos de cocaína com origem na América Latina.A droga estava escondida no interior de ananases transportados em contentores. Nove pessoas foram detidas numa investigação da Polícia Judiciária e do Cuerpo Nacional de Polícia de Espanha.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC

  • Quase 600 pedidos de nulidade de casamentos católicos em três anos
    1:38

    País

    Entre 2015 e 2017, 575 casais portugueses pediram a anulação do casamento católico. O ano passado o número de pedidos duplicou em relação a 2015. Desde esse ano, e por decisão do Papa Francisco, que os pedidos de nulidade do casamento pela Igreja são mais simples, mais baratos e mais rápidos.

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31

    País

    Rui Rio diz que a decisão sobre o futuro da liderança da bancada parlamentar do PSD só será tomada depois de falar com Pedro Passos Coelho e com Hugo Soares. Em entrevista à RTP, a primeira depois de vencer as diretas, o Rui Rio lembrou esta terça-feira que Passos Coelho ainda é líder do partido.

  • Polícia australiana "detém" marsupial em fuga
    1:01