sicnot

Perfil

Economia

DGO divulga hoje execução orçamental até abril

A Direção-Geral do Orçamento (DGO) divulga hoje a execução orçamental das administrações públicas até abril, em contabilidade pública.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Nos três primeiros meses do ano, o défice orçamental subiu para os 823,9 milhões de euros, mais 107,9 milhões de euros do que o registado no primeiro trimestre do ano passado.

De acordo com a síntese de execução orçamental até março, o saldo das administrações públicas piorou 107,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, face ao mesmo período de 2015, subindo de 716 milhões de euros para 823,9 milhões de euros.

"Esta evolução resultou de um crescimento da receita (0,2%) inferior ao da despesa (0,8%)", para os 17.540,7 milhões de euros e os 18.364,6 milhões de euros, respetivamente.

Quanto à receita fiscal, o Estado arrecadou 8.815,9 milhões de euros em impostos entre janeiro e março deste ano, menos 115,1 milhões de euros do que no mesmo período de 2015.

Em contabilidade nacional, a ótica que conta para Bruxelas, o Governo português comprometeu-se com um défice de 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, um objetivo que está ligeiramente abaixo da meta definida por Bruxelas, que exige que o executivo de António Costa reduza o défice dos 4,4% registados em 2015 para os 2,3% no final deste ano.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24