sicnot

Perfil

Economia

Mais de 61% dos desempregados continuavam sem emprego no 4º trimestre de 2015

Mais de metade dos desempregados em Portugal (61,1%) continuaram sem trabalho no quarto trimestre de 2015, abaixo da média da União Europeia (UE 64,0%), e 21,7% tinham conseguido emprego (UE 17,7%), divulga hoje o Eurostat.

Segundo os dados do gabinete oficial de estatísticas da União Europeia (UE) sobre o fluxo no mercado de trabalho no quarto trimestre de 2015, houve ainda 17,2% de portugueses que transitaram para uma situação de inatividade económica (18,4% na UE).

A Grécia (94,8%) está no topo da lista dos países em que mais pessoas permaneceram desempregadas, seguindo-se a Croácia (85,8%), a Eslováquia (84,3%), a Bulgária (77,6%) e a Lituânia (77,4%), enquanto a Dinamarca (45,9%), a Itália (49,9%), a Finlândia (52,5%), e a Suécia (53,3%) apresentaram as taxas mais baixas.

Face a 2014, a proporção de pessoas que reentraram no mercado de trabalho em Portugal aumentou 2,8 pontos percentuais (pp) no período entre outubro e dezembro de 2015 (UE 1,5 pp), enquanto a de desempregados que permaneceram nessa situação diminuiu 3,7 pontos percentuais (UE -2,8 pp).

Lusa

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.