sicnot

Perfil

Economia

Brasil perdeu 62.844 empregos formais em abril

O Brasil perdeu 62.844 empregos formais em abril, o que representa a menor diminuição desde o mesmo mês de 2015, quando o mercado deu início a uma série de resultados económicos negativos.

Em relação ao trimestre anterior, de junho a agosto de 2015, 323 mil pessoas perderam os seus postos de trabalho, ou seja, um aumento de 3,7%.

Em relação ao trimestre anterior, de junho a agosto de 2015, 323 mil pessoas perderam os seus postos de trabalho, ou seja, um aumento de 3,7%.

© Paulo Whitaker / Reuters

"O resultado, saldo de 1.258.970 admissões contra 1.321.814 desligamentos, é menor do que o verificado em março deste ano, quando foram perdidos 118.776 postos, e também está abaixo do registado em abril de 2015, que teve um recuo de 97.825 postos de trabalho formais", lê-se num comunicado do Ministério do Trabalho do Brasil divulgado na quarta-feira.

Para o responsável pela pasta, Ronaldo Nogueira, citado no documento, "o número, apesar de ainda negativo, demonstra uma recuperação do mercado", pelo que "é possível que no segundo semestre possa haver dados positivos".

No acumulado dos quatro primeiros meses de 2016, o Brasil, que enfrenta a pior recessão dos últimos 25 anos, perdeu 378.481 empregos formais.

Apenas dois dos oito setores de atividade económica apresentaram um saldo positivo: a agricultura, "principalmente por razões ligadas à sazonalidade das atividades de cultivo do café", e a administração pública, devido sobretudo ao "aumento do emprego do setor no estado de São Paulo", lê-se no comunicado.

Lusa

  • "PCP não é força de suporte do Governo"
    2:11

    País

    Ao segundo dia de congresso comunista, ouviu-se o aviso mais forte, até agora, ao PS. João Oliveira, líder parlamentar do partido, diz que o PCP não se diluiu e que não é suporte do Governo. Já Jerónimo de Sousa deixou elogios à excelente geração de jovens que estão na frente política do PCP.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.