sicnot

Perfil

Economia

Crise económica associada a 260 mil mortes por cancro

A crise económica está associada a mais 260 mil mortes por cancro, nos países da OCDE. O número é divulgado num estudo da revista The Lancet.

(SIC/ Arquivo)

Os investigadores analisaram os efeitos da crise financeira mundial de 2008-2010, no setor da saúde.

Concluíram que o desemprego e a redução da despesa pública na saúde estão relacionados com o aumento do número de mortes por cancro porque comprometem os diagnósticos precoces e os tratamentos.

O estudo sugere que esta situação verifica-se sobretudo nos cancros considerados tratáveis, como o da mama, próstata ou colorretal.